SIGA O EM

Apple lança iPad Pro com capacidade para substituir notebook

CEO da empresa disse que essa é "a maior novidade sobre iPad desde o iPad"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/09/2015 14:55 / atualizado em 09/09/2015 16:54

Estado de Minas

Stephen Lam

A Apple revelou nesta quarta-feira o iPad Pro, afirmando que o novo tablet com tela ampliada tem capacidade de substituir um notebook. O CEO da empresa, Tim Cook, chamou o aparelho de "a maior novidade sobre iPad desde o iPad" durante o evento realizado em San Francisco, na California.

O novo tablet com tela de 32,7 centímetros inclui teclado removível e caneta stylus. O aparelho fornece "performance superior a de um desktop" e opera mais rápido que 80% dos computadores pessoais portáteis lançados nos últimos 12 meses, declarou, por sua vez, o vice-presidente da companhia, Phil Schiller. "Ele é fino e largo o suficiente para trabalhar o dia inteiro e ser levado para qualquer lugar", acrescentou.

O Ipad Pro custará entre $799 e $1079 e terá bateria com duração de 10 horas. A Apple diz que o tablet tem gráficos 360 vezes mais potentes que o primeiro iPad. Para o novo tablet a Apple lançou o "Smart Keybord", um teclado físico que pode ser emparelhado com o gadget. Outro lançamento foi a "Apple Pencil", uma caneta usada para desenhar e escrever sobre a tela. Os dois itens podem ser comprados separadamente. O teclado custa US$170 e a caneta US$100.

Os preços de seus outros tablets foram reajustados com o lançamento do Ipad Pro. O iPad mini 2 passa a custar US$ 270, o iPad Air, US$ 400 e o iPad Air 2 US$ 500.

Apple e Microsoft

As duas companhias chegaram a um acordo e o iPad será compatível com o pacote Office. Durante a apresentação, a Microsoft exibiu como se pode abrir softwares como o Power Point e o Excel no sistema do Ipad. A Adobe foi outra empresa que participou do lançamento. A companhia mostrou como funcionará o Photoshop Fix e o Photoshop Sketch no tablet. (Com informações de AFP)

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600