SIGA O EM

Google Maps mergulha na beleza submarina de Fernando de Noronha

Projeto de mapeamento oceânico da gigante americana começou há pouco tempo e tem no conjunto de ilhas em Pernambuco as primeiras imagens marinhas geolocalizadas do Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/03/2015 18:20 / atualizado em 27/03/2015 10:09

Joana Gontijo /Estado de Minas

Google Maps/Reprodução

Já pensou em mergulhar na paisagem estonteante de Fernando de Noronha sem sair de casa? Agora isso é possível. Mas aqui não é apenas da visão terrena que estamos falando. Além das praias, falésias e trilhas, com um clique o internauta também consegue alcançar a beleza do arquipélago pelo fundo do mar. É que o Google Maps, além de retratar as ruas e pontos da superfície da Terra, começou a fazer o mapeamento subaquático dos oceanos, e no Brasil a parada inicial do projeto foi no conjunto de ilhas em Pernambuco. Como os primeiros registros submarinos do Street View no país (o Google até agora mapeou o cenário oceânico em reservas ambientais marinhas da Flórida e da Austrália), as imagens de tirar o fôlego encontram golfinhos, tartarugas, tubarões, arraias, mergulhões, e toda a riqueza da fauna dos corais.

Google Maps/Reprodução

“Levamos a tecnologia do Street View a essa região tão querida do nosso país e, agora, temos a alegria de dividir as imagens que foram coletadas em 12 dias de expedição pelo parque nacional”, escreve Tomás Nora, engenheiro da empresa que é o responsável técnico pelo projeto na América Latina, em post oficial no blog Google Brasil. Na etapa que inaugura a iniciativa, foram mapeados 50 quilômetros a pé e seis quilômetros embaixo d'água, durante quase duas semanas, em outubro do ano passado, em Fernando de Noronha e no Atol das Rocas, outra reserva ecológica próxima.
De acordo com Tomás Nora, nas coletas em terra, a principal ferramenta utilizada foi o Trekker, uma mochila equipada com uma supercâmera de 15 lentes. Com ela nas costas, os operadores registraram desde vistas dos quentíssimos areais pernambucanos, até o interior de matas selvagens. Já para percorrer as vias urbanas, a equipe aproveitou, conta o engenheiro, o buggy, um meio de transporte muito comum em Noronha. A gigante americana também trouxe ao Brasil os mergulhadores do australiano Caitlin Seaview Survey, um projeto especializado em monitorar corais marinhos. “O resultado é um lindíssimo conjunto de imagens panorâmicas que revela a usuários de qualquer lugar do mundo as paisagens famosas e os cantinhos remotos de um dos mais bem preservados ecossistemas do Brasil”, complementa Nora no post.

Google Maps/Reprodução

Google Maps/Reprodução



A Cacimba do Padre, famoso ponto de surfe e para admirar o pôr do sol, a Baía dos Porcos, aclamada pelo panorama espetacular do morro Dois Irmãos, o Buraco do Inferno, formação rochosa conhecida pelos mergulhos, o Atol das Rocas, recife anelar que se tornou a primeira reserva marítima brasileira e só pode ser visitado por cientistas autorizados, Trinta Reis e seus cardumes, o Canal de Sela Gineta com os golfinhos rotadores, espécie que adora fazer acrobacias na água, e o Buraco das Cabras com as tartarugas marinhas, suas célebres habitantes. Essas são algumas das sensacionais imagens que já podem ser exploradas por qualquer um, do conforto do sofá. E agora, que tal arrumar as malas?

Google Maps/Reprodução
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Adair
Adair - 27de Março às 09:07
Parabens trabaalho muito bem feito e ainda o pessoal qque faz a materia tem muita coragem