18°/ 23°
Belo Horizonte,
26/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dilma afirma que há recursos para metrô em Salvador Projeto lançado há 14 anos funcionará na Copa apenas em caráter experimental. Presidente promete mais

Agência Estado

Publicação: 11/06/2014 13:49 Atualização: 11/06/2014 15:14


A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira, 10, que o governo federal já tem garantido no Orçamento-Geral da União (OGU) recursos para garantir a conclusão do metrô em Salvador. "Temos recursos reservados para a continuidade da linha 1 do metrô em Salvador", disse, durante cerimônia que marca o início da operação experimental do primeiro trecho da Linha 1 do sistema metroviário da capital baiana.

Dilma disse que desde o seu lançamento até hoje, o metrô baiano demorou 14 anos para sair do papel. "Depois de 14 anos nós colocamos esse metrô para rodar e servir à população", disse. A presidente brincou com um ditado local que dizia que o metrô era "calça curta" e afirmou que o metrô baiano que está sendo construído será conhecido como "calça comprida". "Estamos prevendo também construção do metrô que vai até Lauro de Freitas/aeroporto", disse.

A presidente elogiou a concessionária CCR, responsável pelas obras, pela decisão de entregar trechos assim que eles estiverem sendo concluídos, conforme o entregue nesta manhã. "Quando se fala em mobilidade urbana, estamos falando em tempo de vida", disse.

Ela destacou que "antes" o governo federal não tinha a prática de investir em mobilidade. "Por isso que nós hoje temos uma carteira de R$ 143 bilhões em mobilidade urbana", afirmou.

Antes da cerimônia, Dilma fez a viagem inaugural do primeiro trecho, num trajeto de 7,5 quilômetros. O sistema ferroviário de Salvador passou a funcionar hoje em caráter experimental e será gratuito até setembro. Neste mês, quatro trens funcionarão de segunda a sexta-feira, do meio dia às 16h. O horário de funcionamento será estendido gradativamente até setembro, quando as operações comerciais começarão integralmente. Em dias de jogos da Copa o serviço do metrô será exclusivo para quem vai à Arena Fonte Nova.

Bancos públicos

Ao fazer crítica sobre a falta de investimentos federais em mobilidade anteriormente, Dilma mencionou que "antes" o financiamento era internacional. "Quando houve problemas cambiais, os empresários ficaram receosos", completou. Ela emendou dizendo que, atualmente, o financiamento em mobilidade é feito por bancos públicos federais.

A linha completa do metrô baiano tem investimento total de R$ 3,6 bilhões, com aportes da União, do Estado e da concessionária CCR Metrô Bahia. A expectativa é que todo projeto (linhas 1 e 2) seja concluído até abril de 2017. Além da linha 1, que foi parcialmente inaugurada hoje, a linha 2 integrará o aeroporto e a rodoviária da capital baiana.

Presente na cerimônia, o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), elogiou "os esforços" da presidente Dilma e o "profissionalismo" da CCR, que "pegaram o touro a unha" ao se responsabilizar pela obra. "Cravamos o dia 11 de junho porque queríamos ter esse gostinho de dizer que começou a rodar antes de Copa", disse o governador, referindo-se ao Mundial, que começa amanhã. "Está aí um metrô rodando em tempo recorde, em apenas seis meses", completou.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.