17°/ 29°
Belo Horizonte,
25/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Decretada prisão preventiva de suspeito de linchamento de mulher em Guarujá Suspeito, segundo a polícia, foi o primeiro a dar um golpe na cabeça da mulher. Um investigador falou que o homem confessou o crime. O agressor não teve a identidade revelada

Agência Estado

Publicação: 06/05/2014 20:18 Atualização: 06/05/2014 20:30

Um homem de 48 anos identificado como o principal articulador do linchamento da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos, teve a prisão temporária decretada na noite desta terça-feira, 6 pela Justiça de Guarujá (SP). Ele foi preso pelos policiais do 1º Distrito Policial de Vicente de Carvalho, onde o inquérito sobre a morte de Fabiane foi instaurado.

Nas imagens feitas por um cinegrafista amador e entregues à Polícia, o homem, cuja a identificação não foi fornecida pelos policiais, foi a primeira pessoa a dar um golpe na cabeça da dona de casa e que teria provocado o traumatismo craniano.

De acordo com o delegado Cláudio Rossi, que também atua nas investigações, outras cinco pessoas também foram identificadas. "A prisão delas agora é uma questão de tempo", disse. Além das imagens dos vídeos, a Polícia de Guarujá conta com a ajuda da população para receber informações sobre eventuais suspeitos. Para tanto, colocou o Disque-Denúncia (181) à disposição dos informantes.

Um dos investigadores falou à imprensa que o suspeito teria confessado a participação no crime. "Eu também tenho filhos, doutor. Eu achei que era verdade (o fato de ela ser sequestradora)", teria dito o suspeito segundo a polícia. Até o momento, no entanto, nenhum advogado do acusado foi visto no primeiro distrito policial de Guarujá e não há confirmações de que um depoimento formal do suspeito tenha sido colhido. Amigos do suspeito que estão na frente da delegacia mostraram-se revoltados com apenas uma prisão. "Quer prender todo mundo? A culpa é de todo mundo! A culpa é de ninguém! A culpa é da internet!", gritou o ajudante Jonas Tiago, de 27 anos.

A dona de casa Carla Rosane Cunha Viana, uma testemunha da agressão, que também esteve na delegacia, afirmou que o linchamento de Fabiane durou cerca de 2 horas. A notícia de que a sequestradora de crianças que assombrava o Guarujá havia sido encontrada foi espalhada por mensagens de celular. "Apareceram umas três mil pessoas no Morrinhos", disse a dona de casa.

Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.