17°/ 29°
Belo Horizonte,
25/OUT/2014
  • (4) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Embaixadas alertam sobre violência no Brasil durante a Copa do Mundo EUA, Reino Unido e Alemanha publicaram em sites várias recomendações de segurança. Entre as orientações estão andar com pouco dinheiro e não reagir a assaltos

Agência Estado

Publicação: 05/05/2014 20:19 Atualização: 05/05/2014 20:54

Faltando pouco mais de um mês para o início da Copa do Mundo no Brasil, os governos dos Estados Unidos, do Reino Unido e da Alemanha já publicaram em seus sites na internet uma série de recomendações de segurança para seus cidadãos que virão ao País participar do evento. Além das dicas de praxe, como não andar com muito dinheiro, usar celulares e câmeras fotográficas discretamente e nunca reagir a assaltos, há avisos sobre os altos índices de criminalidade nas cidades-sede, as constantes manifestações de rua que terminam em vandalismo, incidentes violentos e pessoas feridas e até a ocorrência de sequestros relâmpagos. “Algumas vítimas foram agredidas e/ou estupradas”, avisa a página do Escritório de Assuntos Consulares do Departamento de Estado dos EUA.

A página do governo americano é a mais extensa. Sobre os protestos, o site destaca que a polícia costuma utilizar gás lacrimogêneo para dispersar a multidão, e que nessas situações os cidadãos americanos devem permanecer em locais seguros, com portas e janelas fechadas. Diz ainda que, no Rio, os turistas devem evitar visitar favelas não pacificadas. No caso das favelas pacificadas, devem tomar bastante cuidado, já que “a capacidade da polícia de prover assistência, especialmente à noite, pode ser limitada”. O site também alerta para assaltos, muitas vezes com tiros, em áreas perto de pontos turísticos, como o Cristo Redentor e a Floresta da Tijuca.

Operação


O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), demonstrou nesta segunda-feira, 5, tranquilidade em relação ao sucesso da operação de segurança para a Copa do Mundo, destacando a importância da integração com as forças federais de segurança, incluindo as Forças Armadas. “Vamos ter um contingente muito forte de policiais durante a Copa. O (secretário de Segurança, José Mariano) Beltrame vai detalhar isso, mas vamos ter um plano muito forte, uma integração muito forte”, disse Pezão, após participar da posse da diretoria da Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro (AmCham Rio).

Ontem começou o reforço no patrulhamento anunciado na sexta-feira. Serão empregados mais 2 mil PMs nas ruas. Para isso, férias foram suspensas e folgas, reduzidas. A Associação de Praças da PM anunciou que vai recorrer à Justiça para barrar a medida. O porta-voz da Polícia Militar fluminense, tenente-coronel Claudio Costa, afirmou que o reforço vai acontecer em todos os batalhões operacionais. Contudo, o Estado circulou ontem por diversas ruas do centro e das zonas sul e norte da capital, e só encontrou um pequeno aumento no policiamento no entorno no Maracanã. O esquema estava previsto para ser colocado em prática apenas na Copa, mas foi antecipado após o Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgar que houve grande crescimento nos principais indicadores de violência no primeiro trimestre deste ano.
Tags:

Esta matéria tem: (4) comentários

Autor: Artur Nogueira
Parabéns Brasil pelo seu reconhecimento no exterior, isso mostra com quais olhos o mundo nos veem. Sinto-me lisonjeado depois de tantas medidas protetivas. Quem sabe se o Brasil tivesse resolvido gastar os bilhões para elevar o país e depois sediar eventos essa realidade fosse bem diferente da atual. | Denuncie |

Autor: Marcos Drummond
País de terceiro mundo é isto. | Denuncie |

Autor: José Lopes Silva Filho
Todos sabem: em toda passeada reivindicatória irá acontecer fatalmente a ocorrência dos aproveitadores vândalos.Assim,a Polícia precisa antecipar e prender logo os líderes dessas passeatas até que passem o período da Copa, sem o que a imagem do Brasil perante o mundo será desastrosa.Deus tenha pena! | Denuncie |

Autor: Daniel Blah
Na verdade elas deveriam recomendar seu povo a não vir ao Brasil. Não temos polícia | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.