SIGA O EM

Merkel comparecerá diante de comissão parlamentar por escândalo da Volkswagen

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 01/12/2016 15:22

AFP /Agence France-Presse

Uma comissão de investigação parlamentar sobre as emissões de poluentes criada após o escândalo da Volkswagen escutará, como testemunhas, a chanceler alemã, Angela Merkel, e diversos ministros em um audiência no dia 8 de março.

A chanceler, o ministro da Economia, Sigmar Gabriel, e o de Transportes, Alexander Dobrindt, entre outros, terão que comparecer diante desta comissão, segundo os documentos publicados no site do Bundestag, a Câmara Baixa do Parlamento alemão.

Também irão comparecer os antecessores de Dobrindt e Stephan Weil, ministro-presidente da Baixa Saxônia, estado acionista do grupo e que abriga a sede da Volkswagen.

Está prevista uma sessão extraordinária no dia 8 de março, na qual haverá a intervenção da chanceler, indicou à AFP o porta-voz de Oliver Krischer, vice-presidente da comissão, confirmando as informações surgidas no jornal regional Saarbrücker Zeitung.

Sigmar Gabriel, Barbara Hendricks, ministra do Meio Ambiente, e o chefe da chancelaria, Peter Altmaier, foram convocados a partir da próxima sessão da comissão, em 15 de dezembro, afirmou um porta-voz de seu presidente, Herbert Bahrens.

"Cada vez mais há indícios de que a chancelaria e a chanceler Merkel tiveram algo a ver com a questão dos óxidos de nitrogênio muito antes de 2015", escreveu Krischer à AFP. "Queremos esclarecer também o papel desempenhado pela chancelaria na legislação europeia sobre as emissões (de gases) dos automóveis", acrescentou.

A comissão, criada por iniciativa dos partidos de oposição - Verde e Die Linke - mas que também é composta por deputados da coalizão no poder dos conservadores - CDU e CSU - e social-democratas, SPD, busca examinar a atuação do governo alemão a partir de 2007 com as montadoras de veículos que emitem gases poluentes em quantidade superior a permitida.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600