SIGA O EM

Coelhinha da Playboy se declara inocente de 'body shaming' em idosa nos EUA

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 29/11/2016 01:31

AFP /Agence France-Presse

A coelhinha da Palyboy Dani Mathers disse ser inocente, nesta segunda-feira (28), das acusações de invasão de privacidade pela foto que tirou e postou nas redes sociais, sem autorização, de uma senhora de 70 anos, nua, no vestiário de uma academia.

"Playmate" de 2015, Dani pode ser condenada a até seis meses de prisão e a pagar uma multa de US$ 1.000 por uma foto publicada em seu Snapchat em julho, que deflagrou ondas de críticas e abriu o debate sobre o "body shaming", termo agora usado para definir o "bullying" pelo corpo.

A foto mostrava a mulher de costas em uma academia de Los Angeles e a seguinte legenda: "se eu não posso não ver isso, então vocês também não".

O advogado de Mathers, que não compareceu à audiência hoje, disse que sua cliente de 29 anos se sente mal e está arrependida por suas ações.

"Ela se desculpou por sua conduta e estamos buscando resolver esse caso da maneira mais justa", disse ele à imprensa.

Mathers teve sua entrada proibida na rede de academias LA Fitness, onde tudo acontece, e foi demitida de um programa de rádio no qual trabalhava.

"O 'body shaming' é humilhante. Muitas vezes doloroso, com consequências em longo prazo, e embora não seja crime, há situações em que invadir a privacidade pode levar a ser, e não vamos tolerar isso", garantiu o procurador Mike Feuer.

Dani Mathers se desculpou depois de postar a foto e disse que se tratava de uma mensagem privada que acabou caindo na rede.

"Preciso de um tempo para refletir sobre por que fiz essa coisa horrível", tuitou.

A audiência prévia ao julgamento foi marcada para 21 de dezembro.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600