SIGA O EM

China perdeu um "camarada próximo", diz xi Jinping sobre Fidel

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 26/11/2016 11:43

Agência Estado

São Paulo, 26 - O líder cubano Fidel Castro "fez contribuições históricas imortais para o desenvolvimento do socialismo pelo mundo", na avaliação do presidente da China Xi Jinping. Em nota sobre a morte de Fidel Castro, ele considerou que o povo chinês perdeu "um camarada próximo e um amigo sincero"

"Sua imagem gloriosa e suas grandes conquistas serão lembradas na história para sempre", afirmou. A declaração foi feita por meio de um telegrama ao presidente cubano Raúl Castro e noticiada pela TV estatal chinesa CCTV.

No maior país comunista do mundo, a morte de Fidel Castro é um lembrete de como os rumos mudaram desde que o revolucionário barbado em Cuba passou a ocupar papel relevante na política mundial ao lado de lideres como Mao Zedong. Embora a morte de Fidel Castro aos 90 anos não seja vista como uma mudança para as relações entre Cuba e China, a notícia foi recebida com um senso de pesar e nostalgia na China.

No Vietnã, que como Cuba permanece um país comunista com um único partido, mas cujos líderes há tempos abraçaram o capitalismo, a agência de notícias estatal descreveu Fidel Castro como um amigo. "O povo vietnamita vai sempre manter a amizade e solidariedade entre as duas nações", afirmou.

Nas Filipinas, onde o novo presidente Rodrigo Duterte tenta se afastar dos Estados Unidos, seu antigo aliado, o governo emitiu uma declaração descrevendo Castro como um "revolucionário que, além de assumir o maior posto político, reafirmou a diginidade de seu país". Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600