SIGA O EM

Festa de Momo

Folia registra violência com 14 mortes no interior

Jovem morre esfaqueado por urinar na rua em Delfim Moreira e três foram executados em Pedro Leopoldo. Segundo dia de carnaval deixa saldo de 14 assassinatos no estado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 08/02/2016 12:10

Marcelo da Fonseca

Quatorze pessoas foram assassinadas no segundo dia de carnaval em Minas Gerais. Entre a noite de sábado e o fim da tarde de ontem, a Polícia Militar (PM) registrou homicídios em várias regiões do estado, sendo sete deles na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Em Delfim Moreira, no Sul de Minas, um adolescente de 17 anos foi esfaqueado depois de urinar na rua. A prefeitura cancelou desfiles de blocos e apresentações de bandas programadas para ontem na cidade.

Por volta de 2h30 da madrugada de ontem, o jovem que viajou da cidade vizinha de Marmelópolis para curtir o carnaval em Delfim Moreira, se envolveu em uma discussão ao ser repreendido por urinar na rua. O suspeito do crime, um rapaz de 20 anos, contou aos policiais que estava ao lado da namorada quando viu o adolescente fazendo xixi. Ele afirmou que pediu para o jovem não fazer aquilo, mas a vítima não gostou da advertência e eles começaram a bater boca, chegando a trocar socos e chutes no meio da rua.

O suspeito saiu do local e voltou em seguida com uma faca, golpeando a vítima três vezes na barriga. Ele admitiu aos policiais que já tinha ingerido bebida alcoólica no momento das agressões. Nenhum dos dois tinha passagem pela polícia. Outra festa pelo interior mineiro ficou manchada pela violência. Um jovem de 25 anos morreu durante o carnaval no centro de Cataguases, na Zona da Mata. Segundo a PM, dois homens fizeram vários disparos durante uma briga em uma rua próxima ao local onde acontecem os desfiles na cidade. A vítima foi atingida por três tiros e foi levada para o hospital municipal, onde morreu. Os dois suspeitos foram detidos e levados para a delegacia, mas foram liberados após depoimento porque não havia provas suficientes contra eles.

Em Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana, três corpos foram encontrados na noite de sábado em uma estrada de acesso à gruta da Lapinha. Dois jovens de 18 anos e um homem de 28 anos foram executados com vários tiros na cabeça. Até a noite de ontem a polícia ainda não tinha pistas sobre a autoria do tripo homicídio. Outros dois assassinatos aconteceram na noite de sábado em Várzea da Palma, no Norte de Minas. Em BH, dois homens foram mortos na madrugada de ontem com quatro tiros no Bairro Independência, região do Barreiro, e no Bairro Nova York, na região de Venda Nova. No bairro Sapucaias, em Contagem, outro homem foi encontrado morto, com vários tiros.

Acidentes Pelas estradas mineiras, o domingo de carnaval também foi marcado por mortes. Na rodovia Fernão Dias, em Carmo do Cachoeira, no Sul de Minas, um acidente deixou duas pessoas mortas e cinco feridas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo invadiu a pista contrária e bateu de frente com outro carro que vinha de São Paulo. Uma senhora de 64 anos e um bebê de seis meses morreram no local. Os três passageiros que seguiam sentido Belo Horizonte tiveram ferimentos e foram levados para o hospital.

Em Nova Ponte, no Triângulo Mineiro, um homem de 39 anos morreu depois de acidente na MG-190. O carro bateu na lateral de um bitrem que saía de um posto de combustível na entrada da cidade. Outro grave colisão aconteceu na MGC-265, entre Muriaé e Miraí, na Zona da Mata. Um homem morreu e três ficaram feridos na batida entre um carro e um ônibus. Segundo a Polícia Rodoviária, o motorista do carro fez uma ultrapassagem em área proibida e bateu de frente com o ônibus.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600