SIGA O EM

Funcionário relata que tremores foram sentidos horas antes de tragédia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/11/2015 00:24 / atualizado em 10/11/2015 11:28

Mateus Parreiras , Marcelo Faria

Testemunha do acidente que destruiu o vilarejo de Bento Rodrigues, Andrew Oliveira Gomes, disse que tremores foram sentidos horas antes da tragédia. Os abalos aconteceram na hora do almoço, mas todos funcionários continuaram a trabalhar normalmente. Por volta das 16h30, os tremores se intensificaram. “Quando olhei para baixo, o chão estava todo rachado”, contou ele, narrando como fez para escapar. Assista:

 

Andrew trabalhava em uma empresa terceirizada que prestava serviços a Samarco. Além de falar com a equipe, ele também deu notícias para parentes de desaparecidos, como Ronaldo Xavier, que estava buscando o irmão.

 

O lugarejo praticamente desapareceu sob uma avalanche de lama tóxica na tarde desta quinta-feira, deixando, até o momento, centenas de desabrigados, uma pessoa morta e 8 feridas – informações do Hospital Monsenhor Horta e do João XXIII, em Belo Horizonte. O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração de Ferro e Metais Básicos de Mariana (Metabase), contudo, estima consequências piores: entre 15 e 16 pessoas estariam mortas e 45 desaparecidas.

O presidente da Samarco divulgou um vídeo no Facebook lamentando a tragédia e dizendo que ainda não é possível saber as causas do acidente.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600