SIGA O EM

Fotos e vídeo: barragem se rompe e enxurrada de lama destrói distrito de Mariana

Em algumas regiões, moradores estão ilhados, esperando resgate por helicóptero

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/11/2015 21:04 / atualizado em 12/11/2015 19:14

Estado de Minas

O rompimento de uma barragem de rejeitos de mineração causou uma enxurrada de lama que inundou várias casas no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, na Região Central de Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira (5). O Hospital Monsenhor Horta informou que uma pessoa morreu e há outros feridos na unidade.

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração de Ferro e Metais Básicos de Mariana (Metabase) divulgou nota em que são estimados 15 mortos em Bento Rodrigues, decorrentes do rompimento da barragem da Samarco. Segundo a nota, por volta das 15h30 começou a vazar a lama tóxica. Neste momento, 30 funcionários de uma empresa tercerizada trabalhavam no local e tentavam esvaziar as áreas próximas quando a barragem rompeu. Só quando a barragem se rompeu foi chamado o Corpo de Bombeiros de Mariana.

O distrito de Bento Rodrigues foi todo inundado pela lama da bacia. Em algumas regiões, moradores estão ilhados, esperando resgate por helicóptero. Os moradores de Bento Rodrigues estão sendo levados para o distrito de Camargos.

A economia do subdistrito de Bento Rodrigues, assim como do distrito de Santa Rita Durão, tem como atividade básica a indústria extrativa mineral, desenvolvida por empresas privadas de grande porte, principalmente Vale S.A. e Samarco Mineração S.A., que empregam boa parte da mão de obra local.



Em nota, o Ministério da Integração Nacional informou que o ministro Gilberto Occhi, e técnicos da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) viajam nessa sexta-feira para acompanhar as ações de socorro e assistência às vitimas do rompimento da barragem de rejeitos. O Ministério da Integração Nacional informou, ainda, que as unidades do Exército Brasileiro próximas ao local do acidente (São João Del Rei e Belo Horizonte) já estão de sobreaviso para auxiliar na busca de sobreviventes. A Defesa Civil Nacional está em contato permanente com o governo do estado e, havendo necessidade, os recursos federais serão utilizados.

Ainda não há um número oficial de desabrigados. Porém, de acordo com informações da associação comunitária da região, o subdistrito de Bento Rodrigues tem 620 moradores.

Em nota, o governador Fernando Pimentel informa que recebeu com consternação, na tarde desta quinta-feira, a informação sobre o rompimento da barragem em Bento Rodrigues. Segundo a nota, por determinação do governador, "a Defesa Civil e outros órgãos competentes estão envidando todos os esforços para prestar os primeiros socorros e todo atendimento necessário à população do distrito, ainda de difícil acesso, em razão dos estragos causados pela inundação".

Quatro helicópteros partiram para Bento Rodrigues com grupamentos do Batalhão de Emergências Ambientais e Respostas a Desastres (Bemad). O chefe do Gabinete Militar, coronel Helbert Figueiró, acompanha as equipes no local.

O governador está em contato com o prefeito de Mariana, Duarte Júnior, e com o presidente da Samarco, Ricardo Vescovi. Pimentel conversou, ainda, com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi. Eles acompanharão os trabalhos de salvamento nessa sexta-feira, com decolagem de Belo Horizonte prevista para as 8h. Ainda segundo a nota, as causas e responsabilidades pelo ocorrido serão rigorosamente apuradas.

O prefeito de Mariana, Duarte Júnior, de 34 anos, chegou ao local do acidente por volta das 20h desta quinta-feira, depois de uma reunião com representantes da Samarco. Segundo ele, a prefeitura de Mariana está prestando todo o atendimento possível e necessário à população de Bento Rodrigues. Foram disponibilizados equipe médica e enfermeiros, além de pessoal da prefeitura.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600