SIGA O EM

Condenação de Macarrão e Fernanda vai ser 'fatal' diz assistente de acusação

José Arteiro, assistente de acusação e advogado da família de Eliza acredita que Macarrão e Fernanda não vão escapar das penas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/11/2012 16:01 / atualizado em 23/11/2012 17:25

João Henrique do Vale

Juarez Rodrigues/EM/D.A Press

“Vocês podem aguardar que a condenação vai ser fatal”. Com essa frase, o assistente de acusação, José Arteiro, mostrou a sua confiança de que Luiz Henrique Romão, o Macarrão, e Fernanda Gomes Castro, não vão escapar das penas. Após a argumentação da acusação na tarde desta sexta-feira no Fórum Doutor Pedro Aleixo, em Contagem, na Grande BH, a juíza Marixa Fabiane Lopes determinou um intervalo de 40 minutos para o almoço. Na volta, o advogado de Macarrão, Leonardo Diniz, quem está com a palavra.

Antes da pausa, José Arteiro tentou convencer o júri de que os dois réus têm de ser condenados. Mas, também fez um pedido para que a pena de Macarrão seja diminuída, por causa da confissão parcial, o que gerou um pouco de polêmica. “Eu não quero nem saber, eu ajo de acordo com minha consciência. Eu não estou pedindo nada, nós não tínhamos a certeza processual até hoje de que o Bruno fosse mandante e ele entregou isso nas nossas mãos”, disse o advogado. Já para o atleta, o defensor quer uma condenação severa. “Para o Bruno quero uma chuva de cadeia”, afirmou.

Em relação a outra ré do processo, Fernanda, Arteiro diz que ela foi iludida. “ No fundo no fundo tenho muita pena dela, porque uma mulher que age por amor é difícil né”, lamentou.

Confiança na condenação


A mãe da modelo Eliza Samudio,Sônia de Fátima Moura, se disse satisfeita com o que expôs o promotor aos jurados. “Gostei muito dele. Ele foi muito claro com os jurados apresentando provas, ligações, coisas que eles andavam fazendo e provas que tentaram apagar. Se eu fosse uma das juradas eu ia condenar todos”, desabafou.

Desde o primeiro dia do julgamento, Sônia foi vista com frequência no Fórum Doutor Pedro Aleixo. Durante as falas do promotor, ela chegou a chorar em alguns momentos, principalmente quando Henry falou do passado da modelo Eliza Samudio. Ele destacou sua condição de mulher e de mãe e ainda citou a infância difícil, os abusos sexuais cometidos pelo pai, a ambição de crescer na vida e os sonhos da jovem.

Sônia comentou uma das falas do promotor, que afirmou que a condenação de Fernanda e Macarrão seria um sepultamento digno para a modelo. “Concordo com isso. Ainda mais se eles me dessem os restos mortais de minha filha”, disse e depois completou. “Estou mais confiante após os argumentos (do promotor). Dá um certo alívio”.

Tags: