SIGA O EM

Ércio Quaresma pode deixar o caso

O advogado disse que vai conversar com seu cliente nesta tarde e que cogita a possibilidade de sair do caso

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/10/2010 11:22 / atualizado em 20/10/2010 13:25

Priscila Robini /

O advogado de defesa do goleiro Bruno, Ércio Quaresma, disse nesta manhã que pode deixar a defesa do cliente. Ele afirmou que não sabe se vai continuar  advogando para o goleiro porque está prejudicando o ex-atleta. “Se o preço a ser pago para que ele tenha um processo digno é que eu tenha que sair, eu saio”, completou Quaresma.

O advogado rebateu as acusações dos últimos dias e criticou o anúncio de uma notícia-crime contra ele junto à Polícia Civil. A denúncia foi protocolada pelo advogado da mãe de Eliza Samudio, José Arteiro Cavalcante Lima, com base nas afirmações de Quaresma obtidas em uma gravação exibida no último domingo pelo programa Fantástico, da TV Globo.

Na gravação, Quaresma afirmou: “'Nego' está querendo pegar o Bruno e a Dayanne e esquecer o resto. A senhora sabe por que não tem, se é que existe um cadáver, um cadáver insepulto até agora? Por minha causa.”

Essa declaração, de acordo com Arteiro, é uma confissão extra-judicial de que o advogado do goleiro tem relação com o crime. O advogado pediu a quebra do sigilo telefônico de Ércio Quaresma e também entregou a notícia-crime para a juíza Marixa Fabiane Lopes, que julga o processo do desaparecimento e morte de Eliza.

Quaresma explicou o caráter das suas afirmações: “Eu disse isso porque eles estão mais preocupados em me atacar do que localizar o cadáver, se é que existe um cadáver. Estão mais preocupados em atacar a minha honra. Eu estou sendo alvo de uma campanha sórdida.”

Quanto à possibilidade de ser investigado por envolvimento com o desaparecimento e morte de Eliza, o criminalista se defendeu dizendo que não tinha nenhuma relação com o goleiro antes de ser contratado como advogado: “Podem quebrar sigilo telefônico, fiscal, tudo. Eu só conheci o Bruno no dia em que ele chegou preso ao Departamento de Investigações.”

Confira o áudio com a gravação:


O advogado também comentou outros dois pontos polêmicos da gravação em que diz ser o diabo, “eu falo isso há vinte anos e todo cliente meu sabe disso. Eu sou o diabo, porque os outros têm medo do diabo, eu enfrento meus adversários.” Ele ainda completou dizendo que nunca teve o intuito de atacar ninguém. “Eu trabalho com a Bíblia”, disse o criminalista.

Quanto às acusações sobre o desvio de dinheiro do goleiro, o advogado disse que só fala nesse assunto com o próprio Bruno. Ele alega que nenhum membro da família do goleiro o procurou para saber quanto custam seus honorários e quanto Bruno já teria pago.

Quaresma também se mostrou preocupado com a família: “Estão criando factóides. Minha família está sendo alvo de represálias, meu filho tem ouvido coisas na escola, minha esposa também. Tenho sido alvo de ameaças por telefones de números desconhecidos, mas não tenho medo, eu sou o diabo.”