Healthplus vai investir R$ 300 mil em startups com projetos na área da saúde

Serão escolhidas até sete empresas nas cidades de Belo Horizonte, Recife, São Paulo e Porto Alegre. Um dos pré-requisitos é um modelo de negócio já testado e com faturamento abaixo de R$ 4 milhões por ano


 

Divulgação HealthPlus

Os mineiros com projetos inovadores na área da saúde podem ficar atentos: a Healthplus procura startups nesse perfil para investir. Criada pela GrowPlus, a empresa é o primeiro venture builder de tecnologia para a saúde do Brasil e vai selecionar até sete negócios em Belo Horizonte, Recife, São Paulo e Porto Alegre. O valor máximo de investimento para cada startup escolhida será de R$300 mil, com participação proporcional ao resultado da prevaluation (pré avaliação).

As escolhas serão feitas por meio de workshops que vão acontecer nessas cidades. Em Belo Horizonte, o evento será dia 11 de novembro e faz parte da programação da Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (Finit), que ocorre na capital mineira entre os dias 9 e 13 de novembro, no Expominas.

Segundo explica o diretor-executivo da HealthPlus, Renato Cunha, a empresa é composta por cerca de 40 investidores anjos da área da tecnologia e da saúde. “ A saúde é um mercado carente em termos de eficiência, e a tecnologia está permitindo essas soluções”, afirma.

Para a seleção das startups que estão nessa área, os interessados devem se inscrever pelo site http://growplus.com.br/workshophealthplus, até o dia 3 de novembro. De acordo com Cunha, as inscrições são gratuitas, e os workshops serão abertos a todos e contarão com palestras de representantes da marca IBM e do Big Data.


PROCESSO SELETIVO

A HealthPlus quer selecionar até sete empresas nas quatro cidades onde haverá os workshops. Porém, pode ser que, somente em BH, a empresa consiga essa quantidade total. “O número não é determinado por localidade. Serão de cinco a sete, sendo que todas possam vir de apenas um lugar. O que oferecemos é, primeiro, a verticalização e especialização do que estamos fazendo. Depois, há a parte da jornada de crescimento a essas startups que, até sete meses, serão avaliadas em relação aos pontos de melhoria e aceleramento”, explica.

Das cerca de 100 empresas selecionadas, haverá um funil da seleção para se chegar ao número desejado.Para participar, as startups já devem ter um modelo de negócio testado no mercado, além de não poder faturar mais de R$ 4 milhões por ano. Caso o negócio ainda não esteja faturando, será necessária a apresentação de indicadores quantitativos de tração e/ou monetização, para provar capacidade de crescimento exponencial.

Segundo Cunha, o que tem chamado a atenção da HealthPlus são as tecnologias voltadas para assistência médica, telemedicina, saúde e bem-estar, tecnologias vestíveis e robótica.




SERVIÇO

Workshop Healthplus

Dia 10 de novembro

Parte da programação do Finit, no Expominas

Inscrições (gratuitas): http://growplus.com.br/workshophealthplus


COMENTÁRIOS