SIGA O EM

Morre vítima de acidente com carro alegórico da Paraíso do Tuiuti

A radialista Elizabeth Ferreira Joffe, de 55 anos, estava com um caso grave de infecção e anemia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1119652, 'arquivo_grande': None, 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/04/29/866058/20170429125252681787o.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 1119653, 'arquivo_grande': None, 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/04/29/866058/20170429125303322647e.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 29/04/2017 12:51

Correio Braziliense


Morreu neste sábado a radialista Elizabeth Ferreira Joffe, de 55 anos, que havia sido ferida em um acidente com o carro alegórico da escola de samba Paraíso do Tuiuti, durante desfile de carnaval no Marques de Sapucaí, no Rio de Janeiro.

Em nota, a Paraíso do Tuiuti disse que a diretoria da escola está profundamente consternada com o falecimento de Elizabeth, que lamenta o ocorrido e presta as mais sinceras condolências aos familiares e amigos. Disse ainda que, desde o acidente, arcou com os custos do tratamento médico e ofereceu apoio irrestrito às vítimas com sequelas e ferimentos graves. A

Por meio das redes sociais, familiares e amigos prestaram homenagens. O marido de Elizabeth, Paulo Guterre, chegou a pedir, ainda nesta semana, que amigos fizessem correntes de orações pela mulher. " Ela esta num quadro muito muito grave e só o q podemos fazer agora é orar e pedir muito a Deus pela sua vida e q ele tenha misericórdia. A piora dela foi muito grande desde o fds pra cá. Quadro de anemia e agora tb de Sepse. Devido ao corpo estar muito fraco acaba gerando uma série de transtornos no quadro clínico (...) Obg do fundo do coração. Um bj em cada um e obg por tudo".


O acidente, em fevereiro deste ano, deixou 20 pessoas feridas e marcou o  desfile da agremiação, a primeira a entrar na Marquês de Sapucaí no Grupo Especial do carnaval 2017. Testemunhas relataram que o carro alegórico derrapou pouco antes de entrar na avenida. Ao menos oito pessoas foram prensadas junto à grade de proteção que separa as escolas de samba do público.

Quatro pessoas foram indiciadas pela Polícia Civile vão responder por atropelamento envolvendo veículos automotores terrestres. Eles vão responder por lesão corporal culposa, cuja pena é de 6 meses a cinco anos de prisão. Foram indiciados o engenheiro que projetou o carro, Edson Marcos Gaspar de Andrade, o motorista do veículo, Francisco de Assis, e dois diretores da escola, Leandro de Azevedo Machado e Jaime Benevides de Araujo Filho.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600