Até agora, 267 estrangeiros foram impedidos de entrar no país para ver a Copa

Maioria dos barrados foram identificados como barrabravas e foi confirmado o caso de um norte-americano também impedido por estar numa lista de envolvidos com pedofilia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 09/07/2014 17:13

Agência Brasil


Da abertura da Copa do Mundo, no dia 12 de junho, até esta quarta-feira (9), a Polícia Federal impediu a entrada no Brasil de 267 estrangeiros. Os motivos vão desde o envolvimento com pedofilia a histórico de violência em estádios.

Os barrados são de diversas nacionalidades e constam em listas expedidas pelos países que participaram do Mundial. A Argentina, por exemplo, repassou às autoridades brasileiras mais de 2 mil nomes de barrabravas, torcedores impedidos de frequentar estádios naquele país por envolvimento em ações violentas durante jogos de futebol.

Até o momento, do total de estrangeiros barrados, 44 foram identificados como barrabravas. Apenas nesta semana, três tiveram o ingresso no Brasil proibido. Eles tentavam entrar o país pela fronteira do Rio Grande do Sul.

Além dos torcedores argentinos, um norte-americano foi impedido de entrar no país por ter o nome incluido em uma lista de envolvidos com pedofilia.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.