10°/ 20°
Belo Horizonte,
31/JUL/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Situação em Porto Alegre é tranquila, comemora Cardozo

Agência Estado

Publicação: 25/06/2014 13:49 Atualização:

Porto Alegre, 25 - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou no início da tarde desta quarta-feira, 25, que a situação em Porto Alegre é tranquila, sem qualquer registro de incidência grave em função da presença massiva de turistas argentinos, que se deslocaram até a capital gaúcha para o jogo de sua seleção contra a Nigéria, pela Copa do Mundo. "Até o momento não há nada que preocupe", disse o ministro, antes de deixar o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Secretária da Segurança Pública do Rio Grande do Sul. Cardozo veio a Porto Alegre acompanhar de perto a partida, que provocou um esquema especial de segurança.

Segundo Cardozo, a operação em Porto Alegre está ocorrendo dentro do planejado. "Estamos vendo no Rio Grande do Sul uma integração espetacular entre as forças de segurança e as forças armadas. Estou impressionado com o trabalho que vem sendo feito", disse. O secretário da Segurança Pública do RS, Airton Michels, explicou que o número oficial de visitantes argentinos em função do jogo será calculado hoje à noite. "Mas ficará entre 50 mil e 80 mil pessoas", afirmou.

Inicialmente, as autoridades chegaram a falar que mais de 100 mil argentinos poderiam cruzar a fronteira por vias terrestres e aéreas. "A cidade está tomada no bom sentido, e isso é muito bom para nós, para o Estado. Eles (argentinos) estão aqui com a seleção classificada, a nossa seleção também está classificada, então teremos seguramente mais um ou dois dias de confraternização na cidade."

O ministro da Justiça acompanha o primeiro tempo da partida, que começou às 13h, com o governador Tarso Genro (PT) no estádio Beira-Rio. A previsão é de que eles retornassem para acompanhar o restante da partida e o pós-jogo no CICC, onde há câmeras de monitoramento que cobrem os principais pontos da capital. "Nós temos sempre escolhido alguns jogos estratégicos para estar no local", disse Cardozo. "Estamos acompanhando hoje no Rio Grande do Sul como já fizemos em Fortaleza, Natal e Rio de Janeiro."

Segundo ele, o Brasil está seguindo à risca o plano de segurança na Copa, e o caso no estádio Maracanã, onde torcedores chilenos sem ingresso invadiram o estádio, foi um problema pontual, já corrigido. "Depois disso nós fizemos uma reunião com a Fifa, com o próprio secretário-geral, o Jérôme Valcke, onde combinamos alguns detalhes, seja da parte segurança pública, seja da parte do controle interno do estádio", afirmou.C

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.