Publicidade

Estado de Minas

Metroviários de São Paulo decidem manter greve


postado em 07/06/2014 20:31 / atualizado em 07/06/2014 20:48

Reunião realizada na sede da entidade deliberou a continuidade da greve dos metroviários (foto: Reprodução Internet / www.facebook.com/sindicatodosmetroviariosdesaopaulo)
Reunião realizada na sede da entidade deliberou a continuidade da greve dos metroviários (foto: Reprodução Internet / www.facebook.com/sindicatodosmetroviariosdesaopaulo)
 

Em assembleia realizada no fim da tarde deste sábado (7), no sindicato da categoria, os metroviários de São Paulo decidiram manter a greve iniciada na última quinta-feira (5). Nova assembleia foi marcada para este domingo (8), às 14h, depois do julgamento da legalidade da greve pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que acontece às 10h do mesmo dia.

O governo estadual oferece reajuste salarial de 8,7%, mas a categoria reivindica ao menos 10%. Neste sábado, 34 de 68 estações estavam abertas, e houve piquetes em pelo menos três delas.

Segundo informações do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, o presidente da entidade, Altino de Melo Prazeres Júnior, enviou neste sábado uma carta à presidente Dilma Rousseff. O objetivo da entidade é que a presidente converse com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) para que ele negocie com a categoria e resolva o impasse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade