17°/ 30°
Belo Horizonte,
31/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Possível obra de Portinari é achada na casa do pintor

Agência Estado

Publicação: 30/05/2014 15:49 Atualização:

São Paulo, 30 - Uma possível obra de Candido Portinari foi localizada em Brodowski (SP), na casa onde viveu o artista. O local passou por reformas a um custo de R$ 4,2 milhões e foi reaberto nesta sexta-feira, 30. A pintura de uma mulher de cabelos escuros com uma criança de olhos azuis foi encontrada por restauradores embaixo de quinze camadas de tinta.

O afresco estava em uma parede perto de uma porta do imóvel, que hoje abriga o Museu Casa de Portinari em homenagem ao artista. A reforma durou dois anos e foi necessária após a constatação de que umidade e outros problemas estariam prejudicando obras e relíquias do pintor, que nasceu em Brodowski, mas depois mudou para o Rio de Janeiro e ficou conhecido no mundo todo.

A pintura encontrada tem tudo para ser do artista, porém, isso ainda será apurado. Portinari nasceu em 1903 e morreu em 1962 e em uma foto antiga, que também foi localizada agora, é possível ver o que parece ser esse mesmo desenho na parede, de uma Madona com o bebê no colo. O problema é que há relatos de que o artista recebia amigos em sua casa e costumava deixar que também pintassem na parede.

De acordo com o restaurador Júlio Moraes, a obra tem características típicas de Portinari, como o tom de azul na roupa da mulher e a altura do mural. Mas são apenas indícios e tudo será apurado pelos restaurados, que a partir de agora terão o apoio de uma equipe que foi formada por peritos e especialistas em arte. A descoberta, se confirmada, é de grande importância. Autor de quase cinco mil obras, entre elas os painéis "Guerra e Paz" da sede da ONU em Nova York e o mural da Biblioteca do Congresso em Washington, o pintor teria morrido vítima de intoxicação das próprias tintas que usava.

Reforma.

O Museu Casa de Portinari, em Brodowski, recebeu novo reforço estrutural, restauro artístico, salas de exposição e outros ambientes. O imóvel é parte da obra deixada por Portinari, pois suas paredes são repletas de afrescos do artista. São pinturas realizadas em várias fases de sua vida - desde o início de carreira até obras-primas feitas já quando era um pintor reconhecido.

As pinturas murais foram restauradas e passaram por um processo para estabilizar sua fixação às paredes da casa, garantindo longevidade a esse patrimônio artístico. Outras intervenções foram realizadas para garantir a preservação do imóvel, tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico e Turístico do Estado (Condephaat) e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.