Greve não atrapalha atendimento no Rio, diz Veloso

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 22/05/2014 13:19

Agência Estado

Rio, 22 - O chefe de Polícia Civil do Rio, Fernando Veloso, afirmou, neste segundo dia de paralisação dos policiais, que eles têm o direito de reivindicar, mas não podem atrapalhar o atendimento à população. "O policial não deve parar de reivindicar. E tem o apoio da chefia de polícia. Mas não deve parar. Se parar, não terá o apoio da chefia. Reivindicar, sim; parar, não", afirmou Veloso, que participou da reunião de vinte representantes do Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil do Estado (SINDPOL) com o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).

O delegado disse que não foram registrados problemas nas delegacias, o que considerou uma prova de que os policiais "estão sabendo reivindicar". "Os policiais estão exercendo um direito que é deles, e que eu apoio, mas com bom senso e serenidade, sem esquecer a preocupação com a sociedade. Os policiais têm demonstrado isso, tanto que à meia-noite serão 48 horas de paralisação sem problema em nenhuma delegacia; talvez uma pessoa ou outra tenha deixado de fazer um registro. A Polícia Civil está sabendo negociar." Policiais estão reunidos na tarde desta quinta na Cidade da Polícia, no Jacaré, zona norte do Rio.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.