20°/ 27°
Belo Horizonte,
21/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Força Nacional chega às ruas de Recife; cidade sofre onda de violência Greve da Polícia Militar desencadeou uma série de registros de violência na capital pernambucana nesta quinta-feira. Governo do Estado teve que pedir ajuda ao Exército. Escolas e comércio fecham as portas mais cedo

Estado de Minas

Diário de Pernambuco

Publicação: 15/05/2014 15:38 Atualização: 15/05/2014 17:06

 (Allan Torres/EMDAPress)

Viaturas da Força Nacional de Segurança do Exército estão nas ruas de Recife para tentar conter a onda de violência na região metropolitana da capital, desencadeada com a greve da Polícia Militar. Por volta das 10h30 desta quinta-feira, os veículos deixaram o quartel do Curado, na BR-232, em Jaboatão do Guararapes e seguiram pela BR-101. O clima de insegurança causado pela violência e saques fez a Secretaria de Educação suspender as aulas depois das 17h. Shoppings decidiram encerrar atividades às 16h.

De acordo com a Secretaria de Imprensa do governo do estado, as ordens para a ação dos homens do Exército e da Força Nacional estão sendo dadas pelo comando do Exército que, a partir do decreto assinado na noite de ontem pelo governador João Lyra, passa a comandar a segurança em todo o território do estado de Pernambuco, coordenando, inclusive, as ações da Secretaria de Defesa Social (SDS) e das políciais civil e militar no estado.

A decisão segue os termos do Acordo de Cooperação Federativa firmado entre a União e o estado e foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira. Segundo a portaria, as ações da Força Nacional terão o apoio logístico e a supervisão dos órgãos de segurança pública de Pernambuco.

Violência

Durante a madrugada desta quinta-feira, foram registrados oito assassinatos na Região Metropolitana de Recife, número superior à média registrada. Assaltos e depredações ocorreram em vários pontos. Durante a manhã, um supermercado chegou a fechar as portas para evitar que quatro assaltantes armados entrassem no estabelecimento, após terem assaltado dois quiosques em frente ao estabelecimento. Uma loja de eletrodomésticos também foi alvo de criminosos. Ao abrir, um grupo armado rendeu os funcionários do comércio e levou os produtos das vitrines, além dos pertences dos trabalhadores.

Uma série de arrombamentos também foram registrados em pequenas lojas da periferia O centro da capital amanheceu como palco de guerra e os comerciantes contabilizam prejuízos. No Bairro Paulista, uma tentativa de roubo terminou em tiroteio, depois que os seguranças armados de uma loja atiraram contra os criminosos.

Lojas de calçados, bebidas e eletrodomésticos também foram saqueadas. Muita gente circulava carregando geladeiras, fogões, televisões e computadores. A prefeitura de Abreu e Lima, Na Região Metropolitana do Recife, decretou ponto facultativo nesta quinta-feira, o que foi seguido pela prefeitura do também município metropolitano de Paulista.


Por conta da greve, a Secretaria de Educação e Esportes do Estado (SEE) informa que as aulas nas escolas da rede estadual na Região Metropolitana do Recife (RMR) serão realizadas somente até às 17h desta quinta-feira, ficando suspensas no turno da noite. No caso das escolas localizadas no interior do Estado, as Gerências Regionais Educação (GRE) e os diretores das unidades vão avaliar juntos a possibilidade da realização das aulas no turno da noite desta quinta-feira (15). A medida visa preservar os alunos e a comunidade escolar. As classes serão retomadas para expediente normal nesta sexta-feira, 16 de junho, tanto no interior quanto na RMR.

Os shoppings Boa Vista, Recife, Plaza, Tacaruna, Rio Mar e Paço Alfândega decidiram encerrar as atividades de hoje às 16h. O primeiro a fechar as portas foi o Shopping Guararapes, por volta das 14h30, após sofrer uma tentativa de assalto na loja Belle Bijou. Até o momento, essa foi a única ocorrência confirmada dentro de um centro de compras. No entanto, após o ocorrido no Guararapes, os representantes dos shoppings se reuniram e decidiram por fechar às 16h. Circularam imagens nas redes sociais de pânico e fechamento de lojas no Shopping Recife, mas de acordo com o mall uma cliente caiu na praça de alimentação e alguns consumidores correram assustados por conta do ruído, gerando o medo de arrastão pelo centro de compras.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.