Corpo de torcedor atingido por vaso sanitário será enterrado neste domingo

Paulo Ricardo será velado no cemitério de Santo Amaro. Tragédia ocorrida no Recife é manchete em vários jornais estrangeiros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 04/05/2014 09:15 / atualizado em 04/05/2014 09:55

Diário de Pernambuco

Paulo Paiva/ DP DA Press
Após quase um dia de espera na porta do Instituto Médico Legal (IML), a família de Paulo Ricardo Gomes da Silva poderá enterrar o torcedor morto na última sexta-feira. A falta de energia e a burocracia do IML foram os principais empecilhos para que a o tempo para a liberação fosse muito maior do que o esperado. Contudo, nem tudo foi resolvido com a ida do corpo para a funerária e a família ainda precisou esclarecer alguns detalhes sobre o velório e enterro.

Primeiramente, os familiares pediram para desmentir alguns boatos, que circulavam em redes sociais, de que o velório seria na Ilha do Retiro. Ao invés da sede rubro-negra, o corpo de Paulo Ricardo será velado no cemitério de Santo Amaro, mas com horário indefinido. Se tudo ocorrer dentro dos conformes, o corpo for liberado pela funerária e algum parente do falecido ainda estiver no cemitério, o velório pode ter início ainda nesta noite. Porém, a expectativa é que a vigília antes do enterro só se inicie às 5h deste domingo.

A namorada de Paulo Ricardo, Amanda França, ainda lembrou que o enterro não será mais às 10h da manhã e sim às 14h. A expectativa é que uma quantidade enorme de amigos ligados ao clube estejam presentes na cerimônia deste domingo.


Vídeo mostra momento do crime:

 

 

Outras vítimas sem risco

Paulo Ricardo Gomes da Silva não foi a única vítima do vaso sanitário atirado da arquibancada do Arruda. Três torcedores também foram atingidos pelos estilhaços da privada e foram removidos para a UPA do Torrões. Ao contrário de Paulo, que não teve a chance de receber os primeiros socorros, os outros feridos não correm risco de morte.

Wanderson Widerlam Gomes Alves, 22 anos, foi o primeiro a ser liberado. Após sofrer uma corte profundo na cabeça, o jovem ficou em observação e recebeu alta no início da tarde deste sábado na UPA em que foiu atendido. José Adryan Ferreira Lima, 20, e Tarkini Cauã Gonçalves de Araújo, 20, foram transferidos para o Hospital Getúlio Vargas por terem casos mais complicados.

José Adryan teve que ser submetido à cirurgia, pois sofreu um corte no tendão de aquiles. A operação tve início na tarde deste sábado e não tinha previsão para término. Já a situação de Tarkini Cauã era desconhecida pelo serviço social do Hospital Getúlio Vargas, mas as informações iniciais era que ele havia sofrido um corte extenso no pé e que deveria ser submetido à cirurgia.

A reportagem foi ao Getúlio Vargas para tentar buscar informações com algum dos parentes das vítimas, mas ninguém foi localizado para ceder informações.

Repercussão internacional

A repercussão da morte de Paulo Ricardo Gomes da Silva não ficou restrita ao Brasil. Como o país será sede da Copa do Mundo, vários jornais internacionais deram destaque ao acontecimento. Na maioria das matérias o tom era de preocupação e de indignação com o ocorrido. Confira alguns dos sites internacionais que repercutiram a morte de Paulo Ricardo.

 

Reprodução Internet
 

Tags: