Mais um preso morre asfixiado no Maranhão

Com mais esta morte chega a 11 o número de mortos nas prisões do Maranhã

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 17/04/2014 17:19 / atualizado em 17/04/2014 17:31

Agência Estado

A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Sejap) do Maranhão divulgou na manha desta quinta-feira, 17, mais um preso foi encontrado enforcado nas prisões maranhenses. Laurêncio da Silva, de 24 anos, foi assassinado por asfixia durante a madrugada e estava encarcerado na cela 2 da Central de Custódia de presos de Justiça (CCPJ), no Anil. Laurêncio é o quarto detento morto nas prisões do Estado nos últimos cinco dias e o segundo preso assassinato na CCPJ este ano. Segundo a nota da Sejap, o caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e uma sindicância foi aberta para apurar responsabilidades e as circunstâncias para o corrido.

Com mais esta morte chega a 11 o número de mortos nas prisões do Maranhão. Deste total, seis foram mortos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, dois na CCPJ do Anil e três no interior do estado . A Polícia Civil investiga se as mortes são resultado da disputa entre facções criminosas por poder dentro das prisões ou se é uma foram dos detentos encontraram de "aliviar" a superlotação das cadeias maranhenses.

Hoje a Força Nacional tem um grupo de policiais agindo, com apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Maranhão, dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, que e formado por oito prisões está no epicentro da crise que o sistema penitenciário do Maranhão passa desde o ano passado, quando 62 presos foram assassinados enquanto cumpriam pena.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.