14°/ 31°
Belo Horizonte,
02/SET/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Movimento no comércio de peixe aumenta no Rio

Agência Brasil

Publicação: 17/04/2014 13:37 Atualização:

É grande o movimento hoje em um dos principais centros de venda de pescado para a Semana Santa: o Mercado São Pedro, em Niterói, na região metropolitana do Rio, onde milhares de pessoas são esperadas nesta quinta-feira e amanhã para a compra de pescado para o tradicional almoço na Sexta-Feira da Paixão.

Devido ao grande movimento de compra de pescado, a Secretaria de estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca (Sedrap) realiza, desde ontem, a ação De Olho no Peixe. A operação objetiva orientar os consumidores, por panfletos e músicas, sobre o que deve ser observado na hora de comprar o pescado e quais são os benefícios que este alimento traz para a sáude.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca, José Bonifácio, que estava no Mercado São Pedro a ação ocorre pelo terceiro ano para incentivar o consumo de peixe também na Semana Santa.“O peixe é uma carne mais saudável. E a gente quer que aumenta o consumo porque queremos sempre o brasileiro mais saudável. Os participantes terão durante o evento atividade lúdica para adultos, crianças além dos técnicos para tirar as dúvidas das pessoas”, disse o secretário.

O diretor da Associação dos Comerciantes e Amigos do Mercado São Pedro, Atílio Guglielmo, informou que o movimento no estabelecimento nesta semana foi grande, mas não se compara aos anos anteriores. “O movimento para Semana Santa em comparação a 2013 ainda está abaixo, mas acredito que durante o dia vai melhorar". Segundo Guglielmo, o preço do pescado está normal. “O preço do peixe é sazonal. Têm peixes que estão mais caros e outros baratos. Você vai encontrar peixes com preços de R$ 7 a R$50 [o quilo]", completou.

A advogada Sandra Lucia disse que o preço do pescado está acima do que é encontrado normalmente. “A qualidade dos peixes está boa, mas o preço está muito salgado. Geralmente eu compro peixe mais barato. Tudo depende do momento. Quando o peixe não está em alta, o preço fica melhor. Como é na Semana Santa, fica bem salgado”.

A pesquisadora de Tecnologia do Pescado da Fundação Instituto de Pesca do estado do Rio de Janeiro (Fiperj), Flavia Calixto, alertou os consumidores para os cuidados que devem ser tomados na hora de escolher o peixe. “Precisa observar se os olhos do peixe estão brilhantes e salientes, se a musculatura da barriga está firme e sem ruptura, com superfície brilhante. O peixe estragado não só traz alteração de sabor como também pode causar intoxicação ou infecção”, informou a pesquisadora.

Foi registrado também grande número de consumidores nos mercados de Copacabana, no Posto Seis, e o Mercado do Produtor da Barra da Tijuca, na capital fluminense; São Pedro da Aldeia, Cabo Frio e Búzios, na Região dos Lagos; e em Angra dos Reis, litoral sul do estado.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.