União reconhece situação de emergência em 236 municípios

Motivos para cada um variam entre seca e enchentes. Nordeste é a região mais afetada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 10/04/2014 16:37 / atualizado em 10/04/2014 16:46

Agência Estado

Paulo Whitaker/Reuters

O governo federal reconheceu nesta quinta-feira situação de emergência em 159 municípios do Rio Grande do Norte e em 60 municípios de Pernambuco, além de localidades do Amazonas, Pará, Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Portarias da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, integrante do Ministério da Integração Nacional, foram publicadas no Diário Oficial da União de hoje, reconhecendo situação de emergência em um total de 236 localidades de nove Estados.

Em relação aos 159 municípios do Rio Grande do Norte, o problema é a seca. Em Pernambuco, a estiagem também foi o motivo que levou o governo federal a reconhecer situação de emergência em 68 municípios.

No Pará, a decisão refere-se aos municípios de Itaituba e São Felix do Xingu, por inundações, mesmo problema que atingiu Canutama (AM). O governo federal também reconheceu situação de emergência em Ibipeba (BA), Arroio Grande (RS) e Içara (SC), por enxurradas. Os municípios mineiros de Engenheiro Navarro e São Francisco, por sua vez, enfrentaram estiagem. Em Cláudia (MT), a situação de emergência foi adotada por causa de chuvas intensas.

Conforme o Ministério da Integração Nacional, situação de emergência é uma situação anormal, decretada em razão de desastre que, embora não excedendo a capacidade inicial de resposta do município ou do Estado atingido, requer auxílio complementar do Estado ou da União para as ações de socorro e de recuperação.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.