Universitária é vítima de racismo em SP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 04/04/2014 12:31

Agência Estado

São Paulo, 04 - A estudante Thais Evandra de Carvalho Telles dos Santos, de 26 anos, registrou um boletim de ocorrência por injúria após ter sido vítima de racismo. Nesta quinta-feira, 4, ao entrar no banheiro feminino da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Presidente Prudente (SP), onde estuda, encontrou a mensagem: "Thais Telles, preta, safada, macaca".

Colegas da universitária repudiaram o insulto e protestaram com batucada, exibindo faixas com frases contra o racismo. "Por uma Unesp livre do racismo" e "com quanto racismo e machismo se faz uma Geografia cinco estrelas", diziam as mensagens dos estudantes que, como Thais, cursam Geografia. Com a manifestação, aulas do curso foram paralisadas.

A Delegacia da Mulher vai investigar o caso, que repercutiu nas redes sociais. A aluna recebeu apoio e também se manifestou afirmando que o que aconteceu com ela "é apenas uma amostra grátis da sociedade brasileira".

Thais tem atuação destacada na Unesp. Ela é integrante do Coletivo Mãos Negras, criado em novembro do ano passado, que discute a valorização do negro e da cultura. A estudante morava em São Paulo e veio para Presidente Prudente em 2011.

Inadmissível

A diretoria da Unesp também se manifestou e afirmou que vai investigar o caso de racismo, que considera "inadmissível". A universidade condenou qualquer tipo de preconceito e discriminação no meio estudantil.