Disparo acidental fere PMs em treinamento do Bope

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 18/03/2014 10:01 / atualizado em 18/03/2014 10:14

Agência Estado

Quatro policiais militares lotados em Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro, ficaram feridos após terem sido atingidos por estilhaços de um disparo de arma de fogo acidental, durante treinamento ministrado pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope), a tropa de elite da corporação. O acidente ocorreu por volta das 20h dessa segunda-feira, 17, no pátio da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), no Alemão.

Em nota, o CPP informou que os PMs haviam retornado de um treinamento com o Bope na comunidade e, no momento em que desembarcavam do caminhão, a arma de um dos policiais ficou presa ao veículo. Ao cair no chão, a arma efetuou um disparo acidental, que "feriu superficialmente quatro policiais".

Os feridos foram levados numa ambulância do Bope para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão, foram medicados e liberados.

A permanência do Bope nos complexos do Alemão e da Penha (que possuem 8 UPPs desde meados de 2012) foi anunciada na última sexta-feira, 14, pelo secretário de Segurança, José Mariano Beltrame. A tropa de elite vai treinar os soldados das UPPs e manter uma força operacional na região para agir em momentos de crise.

A medida foi uma reação ao assassinato do tenente Leidson Acácio Alves, de 27 anos, na noite anterior. Subcomandante da UPP Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, ele foi morto com um tiro na cabeça em confronto com traficantes. Acácio patrulhava a localidade conhecida como rua 10, na divisa entre as favelas Vila Cruzeiro e Parque Proletário, quando foi atacado por um grupo de criminosos. A vítima chegou a ser levada com vida ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiu. O crime aconteceu no fim da noite de quinta-feira, 13, quando traficantes, por volta de 22h30, fizeram quatro ataques simultâneos a PMs em pontos diferentes da região.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.