16°/ 30°
Belo Horizonte,
24/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Quatro seguranças foram feridos no protesto, diz Ceagesp Protesto contra tarifa de estacionamento no local deixou rastro de destruição com quebradeira e incêndios

Agência Estado

Publicação: 14/03/2014 17:07 Atualização: 14/03/2014 17:46

Manifestantes queimaram veículos, guaritas de segurança e prédio da administração em protesto (REGINALDO CASTRO/AFP)
Manifestantes queimaram veículos, guaritas de segurança e prédio da administração em protesto

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp) informou que pelo menos quatro seguranças foram feridos a pedradas e tiveram de ser socorridos durante o protesto ocorrido nesta sexta-feira, 14, contra a cobrança de estacionamento no local. De acordo com trabalhadores e pessoas que estavam na manifestação, houve tiros e ao menos uma pessoa teria sido atingida quando um grupo tentou entrar em um prédio administrativo. O sistema de cobrança do estacionamento ficou totalmente danificado nas portarias 5 e 3 e a Ceagesp marcou para a tarde desta sexta uma reunião para avaliar os prejuízos e decidir as medidas a serem tomadas. Ainda não foi definido se o Ceagesp abrirá no sábado para o "varejão".

A feirante Fernanda Andrade de Camargo, que trabalha no pavilhão de verduras, disse que às 16h o clima no local era tranquilo e muitos comerciantes de áreas que não foram atingidas voltaram a trabalhar. No entanto, seguranças e a Polícia Militar não estavam permitindo a entrada e saída de pessoas no entreposto, o que poderia comprometer as vendas dos hortifrútis. "Ninguém entra e nem sai. Nas verduras, tudo está funcionando normalmente, parece que não aconteceu nada, mas o movimento está bem fraco", contou.

Em entrevista à Rádio Estadão, o porta-voz da Polícia Militar de São Paulo, coronel Mauro Lopes, disse que uma minoria se infiltrou entre os manifestantes que realizavam o protesto e iniciou a depredação na Ceagesp. Esse grupo, segundo ele, fugiu após a chegada da polícia. O coronel disse que a situação está sob controle e que os bombeiros podem atuar com tranquilidade no rescaldo dos incêndios.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.