20°/ 32°
Belo Horizonte,
28/AGO/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Transporte coletivo perde espaço na Grande SP

Agência Estado

Publicação: 10/03/2014 14:49 Atualização:

São Paulo, 10 - A participação do transporte individual no total de viagens diárias feitas na região metropolitana de São Paulo voltou a crescer nos últimos cinco anos, apesar do investimento previsto de R$ 20 bilhões nos transportes coletivos, segundo dados da Pesquisa de Mobilidade do Metrô de 2012/2013. Os números foram divulgados na manhã desta segunda-feira, 10, pelo secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes.

Ao todo, 54% das viagens motorizadas da região são feitas de transporte coletivo. Em 2007, eram 55%. Os dados foram coletados antes da instalação das faixas exclusivas de ônibus pela Prefeitura de São Paulo. O aumento da frota de carros no período, de 18% (chegando a 4,2 milhões de veículos circulando diariamente), é apontado como um dos motivos para o aumento das viagens individuais.

O total de viagens cresceu 15%, chegando a 43,7 milhões de viagens por dia nas 32 cidades da região. Os principais motivos para isso são aumento de emprego e de renda da população. O aumento demográfico entre 2007 e 2012 foi de apenas 2%. O modal que mais cresceu foi o trem. Em cinco anos, a CPTM aumentou em 62%, chegando a 3,2 milhões de viagem por dia. A maior parte dos usuários de transporte público, entretanto, ainda anda de ônibus.

Mesmo sem aumentar a frota de ônibus no período, o total de passageiros da SPTrans cresceu 8%, chegando a 7,7 milhões de viagens por dia. A pesquisa mostra, no entanto, um pouco mais de democracia no transporte. Entre os que têm renda maior do que R$ 9,3 mil, houve aumento de 6% no uso de transporte público. Entre os que têm renda menor do que R$ 1,2 mil, houve redução de 2% no uso do transporte público.

Chama a atenção o aumento da viagens de táxi: 55%, mesmo com o alto custo do serviço. O único modal que teve queda de passageiros foram os fretados, com redução de 22%. Eles foram banidos do centro, em nome do melhor fluxo de carros, durante a gestão de Gilberto Kassab (PSD).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.