Após matar jornalista, adolescentes foram a baile de carnaval

Após o crime, os rapazes jogaram o corpo do jornalista em um canavial e usaram o carro dele para ir a um baile em Sorocaba

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 05/03/2014 18:42 / atualizado em 05/03/2014 18:53

Agência Estado

Reprodução/Facebook

Quatro rapazes com idade entre 15 e 17 anos assassinaram o jornalista paulistano Celso Mazzieri, de 45 anos, em Porto Feliz (SP), jogaram o corpo num canavial e usaram seu carro para ir a um baile de carnaval, em Sorocaba. O jornalista estava desaparecido deste sexta-feira, 28. Seu corpo foi encontrado nesta quarta-feira, 5, após o esclarecimento do crime pela Polícia Civil.

De acordo com o delegado Acácio Aparecido Leite, que acompanhou o caso, o crime foi premeditado pelo namorado da vítima, K., de 17 anos. Eles se conheceram no restaurante em que o menor trabalhava na rodovia Castelo Branco, em Porto Feliz, e tinham um relacionamento de pelo menos três meses. Mazzieri dirigia um programa de televisão na capital e, segundo K. contou à polícia, tinha prometido que ele e os colegas seriam garotos-propaganda. Cansado de ser "enrolado", segundo contou, o namorado planejou a morte do jornalista com a ajuda de G., de 17 anos, E., de 16, e C., de 15.

Ao ser procurado pela polícia, o namorado do jornalista deu a versão de que tinham ido a um baile, em Sorocaba, mas Mazzieri não tinha gostado da festa e resolveu ir embora. O rapaz disse ainda que o namorado prometera buscá-lo às 5h30, mas não apareceu. Quando o carro de Mazzieri, um Citroën C3, foi encontrado abandonado num canavial, os suspeitos acabaram confessando o crime. Eles disseram que, após matar o jornalista enforcado, roubaram os R$ 170 que ele tinha na carteira. K. levou os policiais civis ao local onde estava o corpo, no bairro Agrovila. A Polícia Civil encaminhou no fim da tarde à Justiça um pedido de internação dos quatro menores na Fundação Casa.
Tags: