Justiça decreta prisão preventiva de delegado em SP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 28/02/2014 19:31

Agência Estado

Sorocaba, 28 - A Justiça decretou a prisão preventiva do delegado da Polícia Civil José Chaves de Melo, ex-titular da Delegacia Regional de Trânsito (Ciretran) de Piedade, região de Sorocaba, acusado de liderar um esquema de fraude na inspeção de veículos. O vereador Marcos Pinto de Camargo (PSDB), o Marquinhos da Ciretran, acusado de participação no esquema, também teve decretada a prisão preventiva nesta sexta-feira, 28. Os dois estão presos temporariamente desde o último dia 20. O filho do delegado, Douglas Chaves de Melo, que também estava preso, foi libertado, mas responderá pela mesma acusação em liberdade.

O delegado é acusado de cobrar propina de empresas da cidade que faziam a inspeção de veículos, necessária em caso de venda ou transferência. As investigações do Ministério Público Estadual mostraram que o esquema operava desde 2010 e, nesse período, o delegado, seu filho e o vereador arrecadaram pelo menos R$ 300 mil. O valor era cobrado por veículo e a arrecadação do dinheiro era feita pelo vereador. Douglas estaria envolvido com a contabilidade do esquema, que funcionava também em Tapiraí, cidade próxima. De acordo com os advogados dos dois acusados presos, eles negam os crimes e será pedido que respondam em liberdade pelas acusações.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.