16°/ 30°
Belo Horizonte,
24/OUT/2014
  • (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Movimento negro vê prisão de ator como 'recorrente'

Agência Estado

Publicação: 26/02/2014 07:49 Atualização:

São Paulo, 26 - A prisão por engano do ator Vinícius Romão de Souza é vista como recorrente por membros do movimento negro e advogado criminalista. A repercussão do caso, segundo eles, contribuiu para que o ator não ficasse mais tempo preso.

Para a colaboradora do Núcleo de Consciência Negra da Universidade de São Paulo (USP) Maria José Menezes, a prisão de Vinícius não foi por engano. “Negro sempre é vilão até provar que não”, afirma, citando trecho de música.

Para Maria José, o caso não é fato isolado. “É uma política do Estado. O policial tem visão que negros e/ou periféricos são suspeitos ou culpados por algo. Isso é cotidiano e naturalizado pela sociedade”, considera.

Ela lembra que o caso ganhou repercussão pelo fato de Vinícius ser ator. “Houve uma comoção, por causa de sua posição. Isso foi diferencial. Certamente se fosse trabalhador comum ficaria mais tempo preso por causa de falta de acesso à Justiça”, afirma.

Já o advogado criminal Fernando Castelo Branco, professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), lembra que o reconhecimento pessoal é uma das formas de caracterização e comprovação do crime e defende rigor no procedimento.

“É um elemento de prova, mas a lei exige cautelas para reconhecimento. Uma delas é ser colocado junto a outras pessoas semelhantes. Não pode prender uma pessoa dessa maneira”, diz. As informações são do jornal

O Estado de S. Paulo.

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: Carlo Oliveira
Chega a ser ridícula a força que certas instituições fazem para gerar polemicas, confrontos e imensuráveis horas de discussão sobre o racismo... se ao contrário fizessem força para educar e dar caráter de cidadão às pessoas, isso não aconteceria. diferenças? há, avivar as diferenças é fazer apologia. | Denuncie |

Autor: jorge aparecido dutra
Esse pré conceito de que o negro é sempre o suspeito, já parte do policial negro ou descendente, já cansei de presenciar cenas desse tipo. Aliás, negro ou branco qdo mal vestidos, com cabelos estilosos são sempre referência. | Denuncie |

Autor: Marcos Pimenta
Se o verdadeiro culpado também é negro e usa o cabelo no mesmo estilo, é natural que tenha havido a confusão de identidade, conforme reconheceu o próprio Vinícius, conforme noticiado ontem. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.