PMs serão indiciados por matar mototaxistas no Rio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 19/02/2014 15:01

Agência Estado

Rio, 19 - A Polícia Civil do Rio vai indiciar três policiais militares do 9º Batalhão (Rocha Miranda, na zona norte) por matar a tiros dois mototaxistas, no dia 10, em Rocha Miranda. O mototaxista Gleberson Nascimento Alves, de 28 anos, foi com três colegas a um depósito de ferro-velho em Colégio, na zona norte, para comprar uma peça usada para sua moto. Ao sair do ferro-velho, o grupo se deparou com policiais, que confundiram a peça que Gleberson carregava com um fuzil. Os PMs iniciaram uma perseguição e começaram a atirar, segundo a Polícia Civil.

Gleberson morreu, assim como Alan de Souza Pereira, de 20 anos. Layon Duarte, de 25 anos, foi ferido. Os PMs registraram então um boletim de ocorrência na 29ª DP segundo o qual o grupo havia roubado um cordão de um homem e, ao serem perseguidos, atiraram contra os policiais. Os PMs também apresentaram uma pistola que, segundo eles, era usada pelo grupo. Mas fotos e filmagens da perseguição e da cena do crime mostram que o grupo não atirou nem estava armado. Por isso os policiais também vão responder por fraude processual.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.