18°/ 30°
Belo Horizonte,
21/ABR/2014
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Morte de cinegrafista foi 'assassinato', diz Carvalho

Agência Estado

Publicação: 10/02/2014 20:31 Atualização:

Brasília, 10 - O secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, considerou como um "assassinato" o episódio que levou à morte cerebral do cinegrafista Santiago Ilídio Andrade, da TV Bandeirantes. A morte de Andrade foi anunciada nesta segunda-feira, 10, após ele ser atingido na última quinta-feira, 6, por um rojão na cabeça em uma manifestação no Rio de Janeiro contra o aumento das passagens de ônibus.

"Quero aproveitar para manifestar a nossa profunda tristeza e solidariedade à família desse nosso companheiro que foi assassinado, vítima no Rio de Janeiro", disse Gilberto Carvalho de passagem pelo 6º Congresso Nacional do MST, realizado em Brasília. "Esse episódio, infelizmente, mais uma vez mostra que a violência em qualquer situação é o pior dos caminhos", acrescentou.

Temendo uma ampliação das manifestações durante os jogos da Copa do Mundo, o ministro informou ainda que o Palácio do Planalto enviou recentemente representantes às cidades sede do Mundial. "Agora mesmo estamos deslocando companheiros às 12 sedes dos jogos da Copa para verificar in loco quais são os problemas que ainda ocorrem, sobretudo na questão das remoções para ver o tamanho correto de cada um desses problemas. Vamos continuar dialogando com todos os grupos que tem questões contra a Copa", ressaltou.

Gilberto Carvalho também defendeu os investimentos feitos para a realização da Copa, alvo de críticas de manifestações realizadas no meio do ano passado. "Queremos fazer um dialogo maduro mostrando que o investimento que a Copa fez no Brasil do ponto de vista da infraestrutura, das obras de mobilidade urbana, ainda que alguns investimentos não fiquem prontos para a Copa são legados que vão ficar definitivamente".

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Jose Neto
É bom momento para os apoiadores deste movimento facista. Pessoa trabalhando morreu enquanto vagabundos fazendo quebradeiras são seguidos de perto e protegidos pela polícia. Trabalhador morre enquanto marginais tem proteção da polícia e da justiça porque vai prender uns dias e mais nada vai acontecer | Denuncie |

Autor: Clenio José Vilela
Dizem que o ato, foi assasinato. Grande coisa!!! Se a pessôa vai a um ato ou evento, mascarado... o que êle é? Um bandido! Porque esconder o rosto? Prisão no ato! Pessôas de bem não andam encapuzadas...e estamos conversados! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.