19°/ 34°
Belo Horizonte,
30/SET/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Aeroporto de Palmas ganha corredor climatizado

Agência Estado

Publicação: 06/02/2014 14:07 Atualização:

Brasília, 06 - O aeroporto de Palmas - Brigadeiro Lysias de Oliveira (TO) recebeu nesta quinta-feira, 06, a primeira unidade do sistema "Elo" de todo o Brasil. O sistema funciona como um corredor fechado e climatizado que leva o passageiro da sala de embarque até o avião, no mesmo nível do solo. Portanto, não é o tradicional "finger", que funciona como uma ponte entre o terminal e a aeronave.

A ideia, com esse novo sistema, é garantir ao passageiro maior conforto e mais segurança durante o embarque e desembarque. O aeroporto de Palmas receberá três equipamentos, com investimento de R$ 1,8 milhão em cada, informa a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

A estrutura será instalada em 30 terminais da empresa até 2015. Serão atendidos aeroportos como os de Porto Alegre (RS), Foz do Iguaçu (PR) e João Pessoa (PB).

A tecnologia do sistema Elo é nacional e foi desenvolvida pelas equipes técnicas da Infraero em conjunto com a empresa Ortobras, de Barão (RS), especializada em produtos de acessibilidade. O sistema consiste em um conjunto de passarelas, projetado para interligar salas de embarque e desembarque às aeronaves. Conectado a uma estrutura de acoplamento à porta dos aviões, onde estão presentes uma escada e um elevador destinado às pessoas com mobilidade reduzida.

A tecnologia é adequada a aeronaves como o Boeing 737-800 e o Airbus A-320, comumente utilizadas pelas companhias aéreas brasileiras, nos quais a porta de desembarque fica a uma distância de 2,5 metros a 3,5 metros do solo. Além da escada, há um elevador para cadeirantes com capacidade de até 225 quilos.

As estruturas são móveis e de instalação rápida, permitindo que os módulos sejam fixados entre si e posicionados de acordo com a configuração da área destinada à circulação e ao estacionamento de aviões em cada aeroporto.

Além da ligação direta entre o terminal de passageiros e a aeronave, foi desenvolvida uma solução para embarque remoto (sem a ponte de embarque). Nessa variação, uma versão em forma de "L" será instalada no pátio. O ônibus estaciona na extremidade do conector e o passageiro embarca ou desembarca da aeronave.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.