18°/ 28°
Belo Horizonte,
17/ABR/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Casos de câncer vão dobrar nas próximas duas décadas

Agência Estado

Publicação: 04/02/2014 09:07 Atualização:

São Paulo (AE), 04 - O número anual de casos de câncer no mundo deverá aumentar 50% nas duas próximas décadas, aponta relatório divulgado ontem, 3, pela Agência Internacional para a Pesquisa em Câncer (IARC, na sigla em inglês), vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS). O índice de mortes pela doença também deverá crescer de forma preocupante no período.

Os dados mostram que, em 2012, último dado disponível, 14 milhões de casos de câncer foram registrados. Segundo a previsão da IARC, esse número passará para cerca de 22 milhões de registros anuais daqui a 20 anos.

No mesmo período, as mortes pela doença passarão das 8,2 milhões registradas em 2012 para 13 milhões.

Segundo a IARC, o crescimento e o envelhecimento da população ajudam a explicar a previsão de aumento da doença para os próximas anos.

No entanto, a agência adverte que as insuficientes políticas públicas de prevenção e detecção precoce do problema, assim como as dificuldades de acesso ao tratamento, colaboram para que a doença cresça, sobretudo nas nações em desenvolvimento.

O relatório mostra que os países da África, da Ásia e das Américas do Sul e Central concentram 60% dos casos mundiais e 70% das mortes.

A agência também ressaltou que a melhoria das condições de vida em alguns países em desenvolvimento podem aumentar o número de casos de câncer associados a um estilo de vida não saudável. A IARC recomenda a esses países que adotem medidas de combate à obesidade e ao sedentarismo.

Segundo o informe, metade dos casos de câncer poderia ter sido evitada.

Mais comuns

No relatório divulgado ontem, a IARC também informou quais foram os tipos de tumores mais comuns e mais mortais em 2012.

Segundo o levantamento, o câncer de pulmão foi o campeão no número de casos, com 1,8 milhão de registros (13% do total), seguido pelo câncer de mama, com 1,7 milhão de casos (11,9%) e pelo tumor de intestino grosso, que atingiu 1,4 milhão de pessoas (9,7%).

O câncer de pulmão é também o responsável pelo maior número de mortes. Em 2012, ele matou 1,6 milhão de pacientes no mundo. Em seguida, aparecem os tumores de fígado e de estômago, com 800 mil e 700 mil mortes, respectivamente.

O relatório ressaltou a importância do combate ao tabagismo, principal causa do câncer de pulmão e fator associado a outros tipos de tumores.

As informações são do jornal

O Estado de S. Paulo.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.