Amiga diz que cineasta não comentava doença do filho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 03/02/2014 14:49 / atualizado em 03/02/2014 15:26

Agência Estado

A diretora de teatro Bia Lessa, amiga de 30 anos do cineasta Eduardo Coutinho, disse há pouco, no velório, que ele mantinha a vida familiar e a profissional separadas, e não comentava os problemas mentais do filho Daniel. "Ele era um resistente, um alicerce. Não questionava essa situação, apenas aceitava", afirmou.

Daniel assassinou o pai a facadas neste domingo, 2. O enterro será às 16 horas, no cemitério São João Batista, onde o corpo está sendo velado.

Bia Lessa lembrou que Coutinho tinha a saúde frágil por conta dos muitos anos de tabagismo.

"Era precário, mas também uma pessoa vital. Os médicos diziam que se ele não parasse de fumar, morreria, e ele não parava. Ano passado foi internado, mas estava melhor", disse.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.