11°/ 20°
Belo Horizonte,
30/JUL/2014
  • (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Fiéis defendem padre que causou polêmica com versão do"show das poderosas"
  • Notícia

Diário de Pernambuco

Publicação: 25/01/2014 17:50 Atualização: 25/01/2014 18:20

Vídeo de padre cantando paródia se espalhou pela internet  (Reprodução / Youtube.com / Sanctus Angele Domini)
Vídeo de padre cantando paródia se espalhou pela internet

A repercussão nas redes sociais ao vídeo no qual o padre Hewerton di Castro canta uma paródia da música Show das poderosas, de Anitta, durante um culto ecumênico de uma turma de formandos em direito, provocou um movimento de defesa ao religioso. Os estudantes da turma da Universidade Católica de Pernambuco manifestaram apoio a ele por meio de carta aberta postada no Facebook. Frequentadores da capela de Santo Antônio, na Vila Tamandaré, onde Hewerton é conhecido por lotar missas, também expressaram surpresa às críticas e reforçaram o carisma dele. Apesar de não se pronunciar oficialmente, a Arquidiocese de Olinda e Recife não penalizou Hewerton, que deverá cumprir a agenda de celebrações hoje.

Dizendo-se indignados, 12 alunos da Unicap assinaram a carta em que ressaltam a intenção evangelizadora e pontuam a “inteligência ímpar” e o “conhecimento notório da palavra divina” do religioso. Segundo eles, a atitude de Hewerton foi “brilhante” e aplaudida calorosamente por todos os presentes no culto, inclusive praticantes de outras religiões. “Passamos por uma situação de louvor e adoração ao Senhor, de forma divertida e, em momento algum desrespeitosa”. Padre Hewerton não foi encontrado pelo Diario na paróquia de Santa Luiza, onde é vigário paroquial, para comentar o caso. A conhecidos, confessou tristeza e disse que “ia dar um tempo” no comportamento expressivo tão aclamado pelos fiéis.



Hewerton deve celebrar duas missas hoje. Às 18h, na Matriz de Santa Luiza, e às 19h30, na Vila Tamandaré. Amanhã, ele tem agenda às 9h e às 19h30, no segundo endereço. Os frequentadores esperam encontrá-lo com o mesmo vigor de antes. Durante a missa, Hewerton costuma sair do altar, cantar e desejar a paz, pessoalmente, a todos os fiéis. “A missa lota e tem gente que fica do lado de fora. Pois ele sai e vai cumprimentar as pessoas até a área externa”, detalhou uma integrante do grupo de terço da capela de Santo Antônio, onde o padre está desde o ordenamento, em dezembro de 2012.

 (Reprodução Internet)
Hewerton também é conhecido pela veia musical e tem um grupo de ministério de música para realizar shows. Na internet, posta vídeos dos ensaios e fotos de produtos com a própria imagem para serem comercializados, como canecas (R$ 20) e camisas (R$ 25). “Começamos em agosto do ano passado. Realizamos dois shows, na Imbiribeira e no Ignes Andreazza”, explicou o integrante do grupo Fredik Silva, 33 anos.

A polêmica começou depois da noite do último 8 de janeiro. Na ocasião, ele
cantou uma versão da música de Anitta, criada na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), e dançou. Um vídeo de dois minutos e 34 segundos postado na internet tornou a versão conhecida e o levou a uma conversa de 30 minutos, na quinta-feira, com o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. Depois disso, Hewerton emitiu nota em que diz estar chateado e pede perdão aos ofendidos. Em seguida, deletou a conta no Facebook.

Extrovertido e vaidoso
Um homem de 37 anos, extrovertido e vaidoso ao ponto de frequentar três vezes durante a semana a academia e estar sempre com a imagem impecável. Mas, sobretudo, fiel ao princípio de divulgar a palavra de Deus. Assim Hewerton di Castro é descrito pelos conhecidos e fiéis. Ordenado pelo próprio Dom Fernando Saburido em 17 de dezembro de 2012, o padre entrou para o seminário de Olinda no ano de 2004 para seguir a religião que conheceu na adolescência. Apesar de ser de família judia, despertou nessa época da vida o desejo de seguir o cristianismo e trabalhar para a igreja católica.

Hewerton integrava um grupo de 60 seminaristas, dos quais apenas quatro se ordenaram. Ele foi o único da turma de 20 pessoas a alcançar o posto de padre. Para isso, estudou filosofia e história da igreja em Pernambuco e também em Palmas (TO), de onde regressou no ano de 2010. Logo após receber a titularidade de padre, assumiu a função de vigário paroquial - uma espécie de auxiliar do pároco titular - na Paróquia de Santa Luiza, no bairro da Estância. A agenda profissional dele compreende missas às 19h30 do sábado e às 9h e 19h30, no domingo, na Vila Tamandaré. Mas, eventualmente, também realiza celebrações na matriz e na igreja Nossa Senhora da Conceição dos Militares, no bairro de Santo Antônio.

Desejo de atrair os jovens

Em nota oficial, Hewerton justifica o jeito extrovertido com que prega a palavra de Deus como um desejo de atrair os jovens para perto da igreja. Novas maneiras de fazer a liturgia, com a inserção de músicas e danças, são fruto do movimento de renovação carismática, iniciado nos Estados Unidos e aportado no Brasil na década de 1970. Buscando uma igreja mais viva e fomentando o protagonismo dos leigos diante da tradicional hieraquia católica, essa corrente suscita também um choque com a maneira mais tradicional de conduzir as celebrações, base dos comentários agressivos contra Hewerton nas redes sociais.

O diretor do Centro de Teologia e Ciências Humanas da Unicap, Degislando Nóbrega, explica que nessa tendência se encaixam, por exemplo, os padres artistas. “Mas ela não pode ser confundida com a renovação buscada pela igreja católica”, pondera. Isto porque, segundo ele, a disposição do Papa Francisco de resignificar as práticas, lugar e missão da igreja no mundo está mais fundamentada na profundidade. “O caso mostra como a palavra renovação na igreja pode ser polissêmica. E também uma certa ingenuidade, que pode ter surgido por ele ser um padre jovem. A igreja sempre irá preservar os dogmas, a própria imagem. Talvez renovar não signifique nivelar à cultura geral, e o instrumento de comunicar escolhido não tenha sido feliz”, comentou Degislando.

Tags:

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: marcio jordao
Pra mim todos lideres religiosos são um bando de mentirosos. Só querem dinheiro. Jesus Cristo disse: Se queres me seguir, doe todos os seus béns aos pobres e me siga!!! Esses religiosos só querem o filé da Bilblia "O dizimo" Nem todos que dizem SENHOR, SENHOR, vão herdar o reino dos céus. | Denuncie |

Autor: Helberth Visconde
Aí porque o cara é padre estão se doendo porque fez uma paródia de uma porcaria de música que a cantora devia se envergonhar por vender um lixo desse. Ah vão se preoculpar com coisas mais importantes que música ruim parodiada! | Denuncie |

Autor: Helberth Visconde
A música original já é uma paródia(para não dizer um lixo). Como são muitas outras músicas que tocam insistentemente hoje em dia. Só porcaria. E infelizmente tem muita gente (fraca da cabeça) que ouve e gosta dessas músicas que em nada acrescentam em nossas vidas. | Denuncie |

Autor: malsiano rocha
O CARA É BOM. | Denuncie |

Autor: GERALDO RODRIGUES
Só não entendi uma coisa. EVANGÉLICOS OUVE ANITA PRA CONHECER A MUSICA? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.