Passageiros de voo da TAM retido por ameaça de bomba viajarão em outras aeronaves

Inspeção da Polícia Federal não comprovou ameaça

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 18/01/2014 19:17

Agência Brasil

Os passageiros do voo JJ 3540 da TAM – que ficou retido no Aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus, em razão de uma ameaça de bomba – serão acomodados em outras aeronaves para seguir viagem. De acordo com a companhia aérea, além da inspeção feita pela Polícia Federal, que não comprovou a ameaça, o avião passará por avaliação da própria empresa e por enquanto não será usado.

O voo saiu do aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, com destino a Boa Vista e escala em Manaus. Diante da ameaça, os passageiros desembarcaram na capital amazonense e a Polícia Federal vistoriou a aeronave. A PF informou que tomou todas as providências para garantir a segurança dos passageiros. Segundo a assessoria, foi feita uma vistoria "extremamente minuciosa" na aeronave e nada foi encontrado.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) suspendeu voos e decolagens no aeroporto de Manaus, que ficou inoperante de12h10 às 16h40, horário de Brasília. Às 18h40, o site da Infraero informava que cinco de 32 voos estavam atrasados no terminal, o equivalente a 15,6%.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.