17°/ 28°
Belo Horizonte,
18/ABR/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Hospital particular nega atendimento para PM em Brasília Agente da PM fazia patrulha quando sofreu um corte no supercílio

Luisa Ikemoto

Saulo Araújo

Publicação: 04/12/2013 08:01 Atualização:

Um policial militar que se feriu enquanto realizava uma patrulha em São Sebastião na noite desta terça-feira (3/12) teve o atendimento negado em um dos hospitais particulares que atendiam o plano de saúde da corporação.

Após uma freada brusca, bateu a cabeça em um compartimento da viatura em que são guardadas armas, e sofreu um corte no supercílio. Quando os colegas tentaram fazer contato com o hospital e tiveram o atendimento negado, transportaram o policial até o Hospital de Base. O ferido será submetido a uma micro cirurgia, segundo informações da assessoria de imprensa da PM.

 

Ainda segundo a organização, até que o projeto de lei do governador Agnelo Queiroz, que prevê mais recursos para a saúde da PM, seja sancionado, os PMs seguem sem atendimento médico.

Aguardando aprovação da Câmara Legislativa
O acidente de trabalho ocorreu no mesmo dia em que o governo do DF enviou um projeto de lei que prevê a suplementação orçamentária para cobrir os gastos dos planos de saúde da PMDF. Se aprovado, o projeto de lei destina R$ 35 milhões de dotações orçamentárias da Secretaria de Educação para a área da saúde da PM.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Leonardo Patrocinio
Tirar R$35 milhões da educação e repassar para a área da saúde da PM ? Só pode ser brincadeira. Não que a PM não mereça um plano digno, mas tem que tirar da educação? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.