SIGA O EM

Leitores flagram desperdício de água por Minas Gerais

O Estado de Minas lança campanha contra os desperdícios de água no Estado. Se tiver flagrantes, mande para nós

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/01/2015 10:07 / atualizado em 26/03/2015 15:11

Estado de Minas

As imagens foram enviadas ao WhatsApp do Estado de Minas. Se tiver flagrantes de desperdício de água pode nos enviar no número (31) 8502-4023

Fernando Braga/divulgação

Leitor flagra funcionários lavando a fachada do Edifício Via Láctea, localizado na Av. Artur Bernardes, 1300, Santa Lúcia.

Mayara Cardoso Lauar Soalheiro


Leitora flagrou funcionária lavando calçada na porta de shopping, na Região Centro-Sul de BH. A leitora Mayara Cardoso Lauar Soalheiro ficou indignada com o desrespeito com quem está realmente tentando economizar. Para ele, o shopping merecia uma multa para começar dando exemplo a sociedade.

Regina Caruso/Divulgação


Internauta mostra vazamento de água que começa na Rua Prata e vai parar em bueiro na Avenida do Contorno

Marcela Andrade Pacheco


Marcela Andrade Pacheco mostrou vazamento de água na Avenida do Contorno, em frente ao Colégio Marconi, na Região Centro-Sul de BH.

Karla Aparecida Reis


Karla Aparecida Reis flagrou um homem lavando o carro com mangueira no Bairro Xangrilá, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.



A internauta Camila Lemes fez nesta quarta-feira imagens de um vazamento de água em uma rua da cidade de Itamarandiba, no Vale do Jequitinhonha. Segundo ela, alguns blocos de pavimentação afundaram, abrindo um buraco, onde ocorre o desperdício. "A Copasa foi acionada às 7h de hoje e nada foi feito", relatou.

Gilberto Paiva

O leitor Gilberto Paiva denunciou nesta quarta-feira desperdício de água em um condomínio na Rua Timbiras, esquina com a Rua Rio de Janeiro, Bairro de Lourdes, Centro-Sul de Belo Horizonte.

Selma E Silva

A leitora do em.com.br, Selma Silva, flagrou o desperdício de água dentro do prédio da Câmara Municipal de Belo Horizonte. Segundo ela, a situação acontece “dia e noite”. A Cârama informou que a água é proveniente de uma mina, que já foi estudada e canalizada. Conforme a análise, a água é imprópria para uso, pois contem metais pesados e coliformes fecais e será feita uma campanha para reaproveitar a água.

Divulgação

Leitor mostra vazamento de água na Rua Rômulo de Azevedo, em Pedro Leopoldo. Segundo ele, o problema começou há três dias.



Mulher lava calçada na Rua São Romão esquina com Rua Leopoldina, no Bairro Santo Antônio, em BH. Ela diz que a ordem para a limpeza foi do patrão. Vídeo de Valéria Mendes.

Regina Caruso


Água vazando na Praça da Savassi, em Belo Horizonte.

Ricardo Braga


Leitor Ricardo Braga mostra vazamento de água na manhã desta quarta-feira, na Avenida das Américas, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Tathiana Torres


“Ontem pela manhã passava de carro na Avenida do Contorno (um quarteirão acima da Estêvão Pinto) durante a chuva quando vi que o regador do canteiro central soltando água”, disse a leitora do Estado de Minas, Tathiana Torres.

Leonardo de Castro Vivas


Vazamento de agua na Avenida Sebastião de Brito, no Bairro Dona Clara, quase no cruzamento com a Av. Cristiano Machado.

Mario Sergio Rocha Cintra



Homem lava a calçada com mangueira na Rua Alvarenga Peixoto, no Bairro de Lourdes, em BH.

Paulo Filgueiras/EM DA Press


Vazamento de água na Rua Pouso Alto, no Bairro Serra, em BH.

Leonardo Diniz

"Mesmo com chuva, esta mulher lavava a calçada de uma loja na Avenida Bias Fortes, próximo ao Viaduto Helena Grecco", diz o leitor Leonardo Diniz

Laísa Campos

A internauta Laísa Campos flagrou mulher lavando calçada na Rua Viçosa com uma mangueira durante a chuva

João Fernandes


Mesmo com o tempo chuvoso e a calçada molhara, moradora limpa a calçada na Rua Gurutuba, no Bairro Santo André, na Região Noroeste de Belo Horizonte. O leitor João Fernandes Neto registrou o desperdício.

Anônimo


Leitor que preferiu não se identificar mostra um homem limpando calçada com jato de água. Flagrante foi registrado na Rua Levindo Lopes, Centro-Sul da capital.

Clara Salomão


A leitora Clara Salomão mostra irrigadores ligados em um jardim de um hotel na Região Nordeste de Belo Horizonte. Em nota, o Ouro Minas Palace Hotel afirma que utiliza um sistema de reaproveitamento da água do ar condicionado para irrigar os jardins do hotel desde 2011. Apenas com essa iniciativa, o Hotel consegue economizar 120 mil de água por mês.

Anônimo


Leitor que não se identificou denunciou vizinha lavando a calçada em Santo Antônio do Montes, interior de Minas.

Warley Lopes Bauer


Avenida Ministro Guilhermino de Oliveira, no Bairro Santa Amélia, na Região da Pampulha em Belo Horizonte. Hidrante ficou vazando e desperdiçando água por cerca de 20 minutos.

Orcival Rodrigues


Leitor denuncia que às 6h40 desta quinta-feira (5), em plena chuva, os irrigadores de um hotel de BH estavam ligados. Em nota, o Ouro Minas Palace Hotel afirma que utiliza um sistema de reaproveitamento da água do ar condicionado para irrigar os jardins do hotel desde 2011. Apenas com essa iniciativa, o Hotel consegue economizar 120 mil de água por mês.

Luciano Cenci Hila Busch


Em plena chuva, mulher lava janelas de prédio na Rua Goiás, Centro de Belo Horizonte.


Lava rápido em posto de combustíveis na Avenida Bernardo Monteiro com Rua Aimorés, no Centro de BH. Conforme leitor do Estado de Minas, local funciona durante todo o dia e utiliza muita água.


Morador da Rua Antônio Gaudioso, próximo ao número 300, lava calçada com a magueira, no Bairro Eldorado, em Contagem, Grande BH.

Fernanda Correia/Divulgação

“Apesar da chuva de terça-feira (3) estão irrigando o campo do UniBH/Estoril”, diz a leitora

Divulgação

Outro flagrante no Bairro Santa Maria, Região Centro-Sul de BH. Por causa de obras, vários litros de água escorrem pela rua.

Divulgação

Leitor do Estado de Minas registra desperdício de água em uma unidade da Fumec, em Belo Horizonte.



Funcionários da Prefeitura de Belo Horizonte foram flagrados lavando o canteiro central da Avenida dos Andradas, no Centro da capital mineira. Com uma grande mangueira ligada ao caminhão-pipa, o homem jogou água nas plantas que chegou a transbordar para a via. O flagra foi feito por um leitor do em.com.br que não quis se identificar.

Em nota, a Regional Centro-sul, responsável pela área, informou que o processo de irrigação é feito diariamente, principalmente, por se tratar de período de verão e com pouca chuva, a medida é imprescindível para a sobrevivência das plantas. A Gerência de Jardins e Áreas Verdes informou, ainda, que houve redução de 30% do volume de água utilizado para a irrigação das áreas verdes públicas (praças, canteiros centrais e jardins) da região Centro-Sul.


Internauta denuncia desperdício de água no Bairro Buritis, Região Oeste de Belo Horizonte. Segundo ele, a situação acontece três vezes por semana

Beatriz Meireles Brandão


Beatriz Meireles Brandão mostrou desperdício de água em um prédio localizado na Rua Ernani Agrícola, Bairro Buritis, Oeste de BH.



Um leitor que preferiu não se identificar denunciou nesta quarta-feira um morador do Bairro Bom Jesus, Região Noroeste de Belo Horizonte, que faz a limpeza da casa com mangueira e água. "Ele lavou a porta da casa mesmo tendo chovido bastante na noite anterior", afirmou.



Maria Luiza Nogueira disse que na Rua Gentio, Conjunto Santa Maria, Oeste da capital, escorre pela calçada sem controle. Assista às imagens.

Erika Nascimento


Leitora Erika Nascimento denuncia moradora que está “varrendo” a calçada com a água no Bairro Santa Branca, em Belo Horizonte. Segundo a leitora, a mulher ficou cerca de 20 minutos jogando água fora.

Douglas Eustáquio dos Santos

Leitor Douglas Eustáquio mostra vazamento de água na Via Expressa de Betim na manhã desta quarta-feira

Luana Poli

Internauta mostra funcionário lavando calçada de prédio no Bairro Nova Suíssa, na Região Oeste de Belo Horizonte

Daniel Vieira

Morador de Patos de Minas mostra vazamento em tubulação que fica no cruzamento da Rua Ponto Chic com a Rua Firmo José Pião.

Eliane Heloísa Rodrigues de Araújo

Eliane de Araújo fotografou uma funcionária lavando o passeio de uma loja no Bairro Gutierrez.



Leitor que preferiu não se identificar disse que no câmpus Coração Eucarístico da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), na Região Noroeste de BH, um homem molhou um barranco com mangueira por mais de duas horas. Segundo a denúncia, aparentemente não há plantação no local.

Gilmara Areal de Carvalho


Gilmara Areal de Carvalho mostrou um homem usando uma mangueira com água para lavar o pátio do prédio do Arquivo Público Mineiro em Belo Horizonte





Leonidio Neto registrou dois flagrantes de desperdício nesta terça-feira, em Belo Horizonte. O primeiro foi na Rua Conde D'Eu, no Bairro Saudade, Região Leste da capital, onde, segundo o leitor, um vazamento de água ocorre às terças e quinta-feiras. "Me parece que esse desperdício de água vem de um clube que tem uma piscina na Rua Arcos", relatou. A segunda denúncia mostra um cano jorrando água em uma construção na Rua Alagoas, altura do número 16, Centro-Sul de BH.

Tamira Rodrigues de Abreu


A leitora Tamira Rodrigues de Abreu flagrou uma mulher lavando a calçada na porta de um restaurante na Avenida do Contorno, em Belo Horizonte. Segundo ela, todos os dias funcionários lavam o passeio.

José Alves Vieira do Carmo


Leitor José Alves Vieira do Carmo denuncia que todos os dias esta caixa jorra muita água no Bairro Tropeiros, em Esmeraldas, na Grande BH. Funcionário da Copasa informou ao morador que não tem boia para substituição.

Divulgação


Leitor que preferiu não se identificar fotografou duas pessoas usando uma mangueira para lavar o quintal de uma casa no Bairro Planalto, Região Norte de BH.

Marco Machado


O leitor Marco Machado mostrou desperdício de água em um condomínio na Rua Timbiras, esquina com Avenida João Pinheiro, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.



Funcionários de um prédio localizado na Rua Gravataí esquina com Visconde de Caravelas, no Bairro Serra, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, foram flagrados lavando a fachada do imóvel. O registro foi feito na manhã de segunda-feira. Conforme o leitor que enviou o vídeo, e não quis se identificar, o serviço terminou às 15h30. Em muitos momentos, segundo ele, um dos dois contratados para realizar a limpeza deixava o jato d'água mirado para o ar, aumentando o desperdício.



Mangueira ligada a uma mina na Rua Ilacir Pereira Lima, no Bairro Silveira, Região Nordeste de Belo Horizonte. O flagra foi feito pelo leitor Bruno Baeta



Lavadores de carros flagrados próximo ao cruzamento da Avenida Nossa Senhora de Fátima com Rua Peçanha, na Lagoinha, Região Noroeste de Belo Horizonte. A imagem foi feita pelo leitor Rômulo Valle.

Imagem enviada ao WhatsApp do Jornal Estado de Minas

“Estão lavando um prédio na Rua José Ferreira Cascão, no Belvedere. Ligamos no edifício e o administrador disse que não vão parar de lavar”, diz uma leitora do Estado de Minas que não quis se identificar. Em nota, a empresa MKS Edificações, responsável pelo trabalho, informou que a limpeza é necessária e faz parte de uma sequência de procedimentos de manutenção que tem o objetivo de preservar a fachada e evitar acidentes. Acrescentou que a água usada é proveniente de posto artesiano.

Daniel Barros de Azevedo/Divulgação

Vazamento de água em Nova Lima, em frente o prédio Alta Vila. O leitor do Estado de Minas, Daniel Barros de Azevedo registrou a cena.

Marina Heloísa/Divulgação

Marina Heloisa reclama do vazamento na Rua Geraldo Bernardo da Silva, Bairro Confisco, na Pampulha. Segundo ela, o problema acontece em frente ao número 260.


O leitor Flávio Brandão registrou o desperdício próximo a Feira dos Produtores, no Bairro Cidade Nova, Região Nordeste de Belo Horizonte. Segundo ele, foram 20 minutos de vazamento.


Uma leitora que não pediu para não ser identificada filmou um prédio na Rua Gravataí, no Bairro Serra, Centro-Sul da capital. Segundo ela, no imóvel é limpo com jato de água.


"Impressionante o descaso da Copasa nas denúncias de desperdício de água por vazamento na rede pública. Hoje já ligamos quatro vezes sem êxito", denuncia o leitor José Luiz de Macedo. O problema acontece na Rua Rodrigues do Prado, no Bairro Novo Chachoeirinha.

Marcos Barbi

"Veja desperdício na Floresta. Rua Pouso Alegre, hoje às 09 hs. Fiquei indignado pois trata-se da lavagem de calçada de comércio, podia ter utilizado balde", diz o leitor Marcos Barbi.

Divulgação

No domingo, internauta que não quis ser identificado flagrou a lavagem da calçada de uma galeria em Nova Lima, na Grande BH

Gabriela Cristina de Araújo


Gabriela Cristina de Araújo denunciou homem que lava calçada pelo menos duas vezes por dia e molha as plantas na Avenida Bernardo Monteiro, em Belo Horizonte. "Já tentamos abordá-lo para alertar sobre o desperdício e ainda nos trata mal, com falta de educação", contou.

Viviane Miranda


Viviane Miranda flagrou funcionárias lavando a calçada e a fachada com mangueira em Lagoa Dourada, no Campo das Vertentes.

Ana Cybelle de Campos


Leitora Ana Cybelle de Campos mostrou desperdício de água em uma obra na Rua Araguari, entre as ruas Goitacazes e Tupis, no Bairro Barro Preto, Centro-Sul de Belo Horizonte.



Leitor registra desperdício de água no Bairro Santa Efigênia, em Belo Horizonte. Segundo ele, a cena se repete o ano inteiro entre as avenidas Francisco Sales e Carandaí

Divulgação


Na Rua Israel Wolensk, no Bairro Santa Efigênia, uma moradora é flagrada limpando a rua com muita água.

Elizabeth Ayala/ Divulgação


"Olha só que desperdício de água na rua Mario de Andrade proximo ao independencia no horto", denuncia a leitora Elizabeth Ayala

Olinto Danilo/ Divulgação


Leitor do em.com.br denuncia desperdício de água na Rua Licinio Porto, Bairro Tirol. Mesmo depois da chuva, morador usa mangueira para lavar a calçada de um imóvel.



Leitor do EM/Portal Uai denuncia o descaso de moradora do Santa Teresa, Região Leste de Belo Horizonte, lavando o chão da garagem com uma mangueira.

Gilberto Brega/Divulgação


Leitor mostra o descaso de uma moradora de Curvelo, lavando a calçada com uma mangueira.



Leitor do EM/Portal Uai flagrou um funcionário do Colégio Helena Bicalho, no Bairro São João Batista, em Belo Horizonte, lavando a quadra poliesportiva.

Henrique Souto/Divulgação


Um leitor do EM flagrou um caminhão-pipa molhando canteiros na BR-381, que corta Ipatinga, no Vale do Aço. Segundo ele, um claro desperdício do recurso, quando a própria administração municipal divulga que a população ficará sem água até segunda-feira. O leitor termina a mensagem questionando o ato, pois, "com tanta gente vendo isso, ninguém fica motivado a fazer diferente".

Vera Regina Gomes


Funcionária de um supermercado na Região da Pampulha lava a fachada do estabelecimento com água em abundância, segundo relato de leitor do em.com.br



Leitor denuncia desperdício de água em prédio no Bairro Santa Lúcia. Mangueira é usada para lavar entrada do edifício.

Francisco Damasceno


Morador é flagrado lavando a rua depois da chuva dessa sexta- feira em Contagem, na Grande BH, próximo a estação Eldorado. Flagra foi enviado por Francisco Damasceno.

Sérgio Moreira


Funcionário de prédio no Bairro Buritis, na Região Oeste de Belo Horizonte, lava a área de lazer do imóvel. O flagra foi feito pelo leitor Sérgio Moreira.




Na madrugada de sexta-feira, 30 de janeiro, o sistema de irrigação da Prefeitura de Belo Horizonte ficou com vazamento de água por aproximadamente três horas na Avenida do Contorno, no Bairro Santa Efigênia, Região Centro-Sul. O repórter Thiago Lemos registrou o desperdício.

André Cavalcanti


O leitor Celso Henrique Correia Rosa flagrou o desperdício no Bairro Gutierrez, na Região Centro-Sul de Belo Hroizonte. Um cano estourado no cruzamento entre as ruas Almirante Alexandrino e André Cavalcanti, jorrou água durante toda a tarde.

Mariana Rocha


Técnicos da Prefeitura de Belo Horizonte foram flagrados nesta sexta-feira lavando a praça da Rua Afonso Pena Júnior, no Bairro Cidade Nova, Região Nordeste. Uma mangueira foi usada pelos operários para limpar aparelhos de ginástica. O flagra foi feito pela leitora Mariana rocha

Divulgação

Desperdício de água no Bairro Serenata, em Timóteo, Região Central de Minas.

Mirian Cardoso

Mulher lavando varanda na Avenida Olegário Maciel, Bairro de Lourdes em BH. Segundo a leitora Mirian Cardoso, dá para notar a água jorrando e o passeio todo molhado.


Flagra de desperdício na Rua Porto Carreiro. Bairro Gutierrez, em BH. As imagens são da leitora Andressa Borges


Desperdício de água frequente na Rua Desembargador Tinoco esquina com Rua Alípio de Melo, Bairro Monsenhor Messias. A denúncia é do leitor Leandro Viana.

Divane Resende

Uso indevido de água na Rua Iracy Manata, no Bairro Buritis, Região Oeste de BH. Segundo a leitora Divana Resende, há dois dias lavam a área de lazer sem nenhuma consciência do consumo de água. Ela já reclamou na Copasa e técnicos foram ao local, mas nada mudou no comportamento dos funcionários do prédio.

Fábio Rodrigues

Leitor Fábio Rodrigues mostra restaurante na Avenida Afonso Pena onde, segundo ele, a calçada é lavada todos os dias

Divulgação

Leitor que  preferiu não se identificar mostra  funcionário da Prefeitura de João Pinheiro molhando as plantas na porta do prédio. Segundo o leitor, a situação acontece todos os dias


Flagrante do leitor Luiz Roberto. Desperdício de água na praça JK em Belo Horizonte


Desperdício no Bairro Padre Eustáquio, Região Noroeste de BH. Frentista lava veículo em Posto de Combustíveis. Flagra é da leitora Nubia Cristina da Silva

Moacir Levy Sena

Funcionário de prestadora de serviços da Prefeitura de Belo Horizonte é flagrado lavando a calçada no Bairro Lourdes, Região Centro-Sul da Capital. Flagrante é do leitor Moacir Levy Sena.


Flagrante de desperdício de água no Bairro Ouro Preto, Região da Pampulha. Desperdício foi registrado na Rua Expedicionário Celso Raciopi.

Valeria Boechat/Divulgação

Foto registrada por Valeria Boechat registra vazamento na Rua Fabio Couri com Helena Arantes, Bairro Luxemburgo, Região Centro-Sul de Belo Horizonte.



Vídeo de Hugo Brandão mostra vazamento de água no Bairro Arvoredo, em Contagem, na Grande Belo Horizonte.


Denúncia sobre o desperdício de água no Bairro Santa Branca, na capital. Segundo o leitor Lucas Skrepchuk, a moradora lavou o quintal inteiro, por cerca de 25 minutos.

Chigueo Edno Tsuruga

Vazamento de água na Rua Doutor Sylvio Menicucci, Bairro Castelo, em BH. Segundo leitor Chigueo Edno Tsuruga, só neste mês deve ser o quinto vazamento no local.

Rodrigo Andrade

Flagrante desperdício de água em Lagoa Santa, na Grande BH

Fernanda Oliveira

Leitor Fernando Oliveira denuncia limpeza com desperdício de água em prédio do Bairro Funcionários, em BH.

Thiago Silva

Escola de idiomas no Bairro Ouro Preto, na Pampulha, lavando grades e calçadas.

 Barbara Aparecida

A foto feita pela leitora Bárbara Aparecida, no Centro de BH, mostra funcionário de uma rede de fast food. Ele está lavando a calçada com uma mangueira na Rua Rio de Janeiro.



Uma leitora que preferiu não se identificar denunciou nesta quinta-feira um restaurante na Rua Curitiba, no Centro de Belo Horizonte, que, segundo ela, lava diariamente a calçada e interior do estabelecimento com mangueira e água.

Geraldo Henrique


Na Rua Domingos Vieira, no Bairro Santa Efigênia, o leitor Geraldo Henrique flagrou o desperdício de água por um funcionário de uma funerária.

Divulgação


Na Rua Costa Rica, no Bairro Sion, a calçada é lavada com muita água por um morador flagrado por uma leitora do Estado de Minas.

Divulgação


Na Rua Mucuri, no Bairro Floresta, moradora usa água para lavar a calçada de uma casa.

Divulgação


No Bairro Floresta, Região Leste de Belo Horizonte, um leitor que pediu para não ser identificado flagrou um vazamento de água no prédio de uma agência bancária na Avenida do Contorno.


Um leitor que preferiu não se identificar filmou nesta quarta-feira um homem usando mangueira com água para retirar barro do pátio de uma empresa que aluga caçamba. O local do registro fica na Via Expressa, Bairro Gameleira, em Belo Horizonte.



Vazamento de água na Avenida Carandaí, por volta das 12h desta quarta-feira.

 Marcos Vinícius Prado Fagundes


Outro problema de vazamento em Belo Horizonte. Desta vez, ocorreu na Rua Efigenia de Castro Belfort, no Parque de São Pedro, em Venda nova, segundo relatou Marcos Vinícius Prado Fagundes. O leitor afirmou que ele e outros vizinhos já acionaram a Copasa, porém o transtorno ainda não foi resolvido.

Divulgação


Leitora denuncia que cano despeja água diariamente na Rua Tupinambás, número 486, Centro de Belo Horizonte.

Ana Letícia Mendes


Mesmo depois da chuva que caiu em Belo Horizonte nas últimas horas, o gramado do campo de futebol no câmpus Estoril do Centro Universitário de Belo Horizonte (Uni-BH) recebe irrigação por cerca de 30 minutos. A internauta Ana Letícia Mendes foi quem registrou no flagrante na manhã desta quarta-feira.

Thiago Carvalho


O leitor Thiago Carvalho mostra vazamento de água na Rua Plêiades, esquina com Rua Professora Iracema Pimenta, no Bairro São Bento, Centro-Sul da capital. De acordo com ele, o desperdício começou no último domingo e somente na terça-feira dois funcionários da Copasa foram ao local.



Foto de internauta mostra garagem de prédio na Rua Centauro, no Bairro Santa Lúcia, Centro-Sul da capital, sendo limpa com mangueira.



O internauta Sérgio Alexandre mostra homem limpando calçada na Avenida do Contorno, no Bairro Santo Antônio, Centro-Sul da capital, com um jato de água. 

Carlos Eduardo Alves de Queiroz


De acordo com o internauta Carlos Eduardo Alves de Queiroz, há um vazamento de água na Rua Tupis, em frente ao número 1134, no Bairro Barro Preto, Centro-Sul de BH. Segundo ele, o problema se arrasta há mais de 24 horas.

Múcio Carlos Vieira


No Parque Municipal, no Centro da capital, Múcio Carlos Vieira, mostra que bebedouro jorra água sem controle.

 André Penna


O leitor André Penna flagrou na manhã desta quarta-feira uma mulher utilizando mangueira com água para limpar a área de um prédio na Rua Barão de Cocais, no Bairro Sagrada Família, Região Leste de Belo Horizonte.



Funcionários de uma padaria em Sete Lagoas, na Região Central de Minas Gerais, foram flagrados limpando as janelas do estabelecimento com uma mangueira. A atitude irritou a moradora Danielle Alves que fez o vídeo. “Lavou todas as janelas da padaria com a torneira aberta. Não consegui filmar mais. Mas achei um absurdo a água jorrando enquanto ela esfregava", comentou.

Walas Sérgio Mateus

 
O leitor Walas Sérgio Mateus flagrou um vazamento de água na calçada do Bairro Jardim Comerciários. Segundo o homem, a água 'brota' do chão há cinco dias.

Valeria Boechat


O fluxo de água que sai de um edifício na Rua Fábio Couri, no Bairro Luxemburgo, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, irritou a leitora Valeria Boechat. Ela fez imagens da via totalmente molhada por causa do líquido que jorra de seis canos.

Matheus Boechat


O leitor Matheus Boechat flagrou funcionários de um restaurante na Avenida do Contorno, lavando a calçada com mangueira. Ao questionar a empresa, recebeu a resposta que a limpeza era exigência da vigilância sanitária.


Flávia Ayer/EM/D.A.Press


A repórter do Estado de Minas Flávia Ayer flagrou o desperdício de água na Rua José Motta Magalhães, no Bairro São Bento, na Região Centro-Sul de BH. Uma quantidade enorme de água é vista saindo de um cano direto para uma boca de lobo.



Um cano estourado desperdiça água na Rua Elizabeth Tercetti, no Bairro Vale Formoso, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O leitor Leonardo Silva Júnior fez o flagra e alertou que o problema continuava até a tarde desta terça-feira.

Luciana Fraga


Lavador de carros com mangueira ligada na Rua Fernandes Tourinho com Pernambuco, na Savassi, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, foi flagrado pela leitora Luciana Fraga.

Luiza de Marilac


Leitora Luiza de Marilac flagra uma rede clandestina na Rua santa Catarina com Tomás Gonzaga, no Bairro Lourdes, Região Centro-Sul de BH. Lavadores de carro usam a água para encher baldes e até instalaram uma mangueira.

Letícia Abreu


Vazamento em canteiro central da Avenida do Contorno em frente ao numero 4852, no Bairro Serra, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, é flagrado pela leitora Letícia Abreu.

Marcone


Leitor Marcone flagra homem lavando o telhado de casa em Ilicínea, na Região Sul de Minas Gerais. “Desperdício de água na cidade do sul de minas ( ilicinea/mg) absurdo daqui a pouco vamos pagar por isso também", comentou.



Morador da Região do Barreiro flagra vazamento em caixa d'água da Copasa. “No Bairro Milionários em BH, pelo menos 2 vezes por mês a boia da caixa d'água da copasa estraga e são jogados muitos litros de água fora. Praticamente inunda a rua de tanta água e o vazamento dura por horas. Tenho vários protocolos abertos na Copasa, mas com pouco tempo, o vazamento ocorre novamente”,  contou André Melo Melgaço.

Welerson Morais


Um leitor encaminhou dois flagrantes. Na Rua Alessandra Salun, no Bairro Buritis, Região Oeste de Belo Horizonte. Nesta terça-feira, logo depois da chuva que caiu na noite do dia 26, escorria água de um dos prédio até formar a grande poça de água no meio da rua.

Welerson Morais


Ainda no Buritis, na Rua Tereza Mota Valadares esquina com Cônsul Valter. “Todos os dias a faxineira do prédio lava a garagem. A água escorre pelo quarteirão inteiro até o bueiro”, denuncia.

Internauta filmou sistema de irrigação funcionando na Praça da Savassi, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Parte da água escorre pela calçada. "E olha que ontem choveu muito em BH para precisar regar praça pública hoje", destaca.


Desperdício na Estação do BRT/Move da Pampulha. Água “varrendo” o passeio com a mangueira do extintor. Flagra enviado pela leitora Sandra Maria Coelho, registrado na segunda-feira.


Moradora ficou 10 minutos com a mangueira aberta na cidade de Santo Antônio do Monte. O registro foi da leitora Cristina Soraia de Castro na Avenida Benícia Batista Braga.


Divulgação

Leitora que não se identificou mandou a imagem de desperdício na Via Expressa, sob o viaduto do Bairro Água Branca, em Contagem.

 Luana Duarte Pereira

Desperdício de água na limpeza de prédio na Rua José Ferreira Cascão, Bairro Belvedere, Região Centro-Sul de BH. Em nota, a empresa MKS Edificações, responsável pelo trabalho, informou que a limpeza é necessária e faz parte de uma sequência de procedimentos de manutenção que tem o objetivo de preservar a fachada e evitar acidentes. Acrescentou que a água usada é proveniente de posto artesiano.


Luciana Santos

Motorista de caminhão-pipa desperdiçando água na Rua José Tavares de Souza, Bairro Caiçara, em BH. A leitora Luciana Santos flagrou a cena.

Divulgação

Flagrante de desperdício em frente à empresa focada em assuntos relacionados a preservação do meio ambiente, na cidade de Ipatinga, na Região Central de Minas. Um leitor que não quis se identificar enviou a foto.

Uma leitora que preferiu não se identificar flagrou nesta terça-feira um funcionário de uma agência de veículos lavando a fachada da loja na Avenida Cristiano Machado, em Belo Horizonte. Ela afirmou que prática é comum no local.


O leitor Luiz Dolabela flagrou na manhã desta terça-feira um vazamento de água na Rua Traíras, Bairro Carlos Prates, na Região Noroeste de Belo Horizonte. Segundo ele, o problema persiste desde a madrugada de hoje e, por volta das 8h30, não havia sido solucionado pela Copasa.


Nelisson Gonçalves reclama de um vazamento na Rua Caiçara na esquina com a Rua Moju. Segundo ele, há quatro dias a água não para de jorrar na via. Além disso, um buraco se abriu na rua e está sem sinalização.

Nelisson Gonçalves


Vazamento no Bairro Bueno Franco, em Betim, na Grande BH, deixa ruas alagadas. O flagra foi feito por Ronan Afonso Pereira. "Em Betim, Copasa não toma providências para conter este vazamento", afirmou.

Ronan Afonso Pereira


Leitora Fernanda Pereira flagra funcionários de um edifício no Bairro Buritis, na Região Oeste de Belo Horizonte, limpando o pilotis com o uso de uma bomba d'água



Mesmo com o tempo chuvoso, funcionários de uma empresa foram flagrados pelo leito Cristiano Quintão lavando a calçada com o uso de uma mangueira na Avenida Barão Homem de Melo. Em nota, o Sebrae informou que o procedimento é necessário para a reforma da calçada em frente a sede da instituição, no Bairro Nova Granada. A construtora responsável pela obra de expansão de sua sede é obrigada a molhar a superfície da calçada, logo após o endurecimento do concreto, para evitar fissuras e dar mais resistência e durabilidade à pavimentação. 


Cristiano Quintão


Caminhão-pipa joga água em uma rua do bairro Palmares em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Registro foi feito em 22 de janeiro.
Lucas Moreira


Flagrante de irrigação no canteiro central da Avenida do Contorno, com a Rua Santa Rita Durão, no Bairro Funcionários, Centro-Sul da capital, por volta das 12h30 desta segunda-feira.



Em Divinópolis, no Centro-Oste de Minas, internauta relata que funcionários de escola lavam a piscina no domingo de manhã e jogam a água na rua. Veja as imagens.



Flagrante de lavagem de fachada de prédio na Rua Pium-í, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira. "Se esperaram tanto tempo para lavar, não podem esperar mais 4 meses?", pergunta leitora.


Um prédio no Bairro Serra, na Região Cento-Sul de Belo Horizonte, tem garagem sendo limpa com mangueira. Leitor filmou o desperdício de água.


Outro flagrante: operário faz limpeza de calçada com mangueira entre as avenidas Amazonas e Barbacena, em Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira.
Luiz Eduardo Oliveira


Internauta mostra fonte em praça do Bairro Cidade Jardim, Centro-Sul de BH, que jorra água constantemente e, segundo ele, não há controle de pedal.
Lucas Borges


Homem lava dois carros ao mesmo tempo no Bairro Jaraguá, na Pampulha, na capital.



Leitor flagrou na manhã desta segunda-feira funcionária de condomínio no Bairro da Graça, na Região Leste de Belo Horizonte, usando uma magueira para lavar a área da piscina. Assista às imagens.

Whatsapp/Divulgação


Mais um flagrante de desperdício, desta vez na Avenida Francisco Sá com a Rua Erê, na porta de um restaurante. Também no Bairro Prado, em Belo Horizonte.
Instagram/Divulgação


Mais um flagrante de desperdício, desta vez na Avenida Francisco Sá com a Rua Erê, na porta de um restaurante. Também no Bairro Prado, em Belo Horizonte.

Moradora de Ubá, na Região da Zona da Mata, Idyla Guilhermino, flagra fontes jorrando água em uma praça da cidade. “E olha que a cidade está em estado de emergência", comentou.

Idyla Guilhermino


Leitor Jonadabis Chagas Teixeira reclama de vazamento na Rua Retiro das Águais, no Bairro Retiro, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A situação estaria acontecendo há aproximadamente seis meses. “Fica em frente a minha casa. É uma galeria da Copasa. E tem um agravante, a tampa do bueiro está quebrada. Foram lá e colocaram o cavalete e saíram. A água vaza o dia inteiro e não se sabe pra onde vaza, pois não sai na rua. Este registro é o que abastece parte do bairro Nova Contagem", comentou.



Homem lavando carro na Rua Rio de Janeiro, no Centro de Belo Horizonte, foi flagrado pela leitora Louise Lemos.

Louise Lemos


A leitora Karyna Bastos flagrou uma moradora do Bairro Santo Antônio, na Região Sul de Belo Horizonte, lavando a área externa do apartamento. “Diariamente presencio a vizinha do prédio ao lado lavando sua área externa e mesmo com a possibilidade de ficarmos sem água, nada mudou!”, comentou.



Funcionários lavam fachada de prédio na Rua Cláudio Manoel. Vizinha do imóvel, Fernanda Oliveira flagrou a cena, que considerou desperdício de água. “Na sexta feira lavaram a lateral externa de um prédio no bairro funcionários. Agora, eles começaram a lavar uma outra parte da lateral”, disse.
Fernanda de Oliveira


Água está descendo a Rua Edson Tomás dos Santos, no Bairro São Bernardo, Região Norte de Belo Horizonte, há mais de 7 horas. O leitor Ítalo denunciou a ausência da Copasa.


Mesmo com a chuva que atingiu BH neste domingo, morador da Rua Alberto Bressane, Bairro São Lucas, fica horas com a mangueira aberta. Segundo testemunhas, o morador lava a casa e a rua pelo menos três vezes por semana. Ele fica, em média, duas horas com a mangueira ligada. O homem lava o próprio carro e o veículo da namorada. A denúncia é de uma leitora que preferiu não se identificar.
Divulgação


Flagrante de desperdício no Bairro Ana Rita, em Timóteo, no Vale do Rio Doce. Morador lava o carro e quando abordado por vizinhos disse que “quem paga a conta sou eu”.
Jarbas Roberto

 
Um vazamento de água foi registrado na Avenida Getúlio Vargas com Rua Professor Moraes, na Savassi, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Segundo o leitor Ângelo Miranda, o problema já vem se arrastando há dois meses. 
Ângelo Miranda


 Um vazamento na Rua Loreto, no Bairro São Gabriel, Região Nordeste de Belo Horizonte, jorrou água por toda a manhã deste domingo. A situação foi flagrada pelo leitor Allan Machado que acionou a Copasa. "Vazamento começou as 7h. Ligamos para a Copasa as 7h50 e já tinha registro do problema. O primeiro carro chegou às 8:45. E só as 11h a começaram a resolver o problema. Mais de três horas vazando água”, disse.


A leitora Flávia Abreu flagrou uma moradora do Bairro Alípio de Melo, na Região da Pampulha, lavando a calçada da Rua Jacamim. “Há mais de 20 anos essa mulher faz a mesma coisa todos os dias", disse.

Flávia Abreu


Mesmo depois da chuva, funcionária de escola infantil é flagrada lavando a calçada na Rua Turmalina, quase esquina com Rua Turquesa, no Bairro Prado, Região Oeste de Belo Horizonte. A cena foi flagrada pelo leitora Iran Gomes.
Iran Gomes


O desperdício de água também foi flagrado no cruzamento das avenidas Barão Homem de Melo com Silva Lobo. O internauta Júlio Cézar Baptista filmou o momento em que um jovem abre uma fonte e toma banho sem se preocupar com ninguém. Em seguida, o homem desliga a água e deixa o local.



A cena de um homem limpando a calçada na Estação Lagoinha, na Região Noroeste de Belo Horizonte, chamou a atenção da internauta Carme Turatti. O caso de desperdício aconteceu às 7h30 deste domingo.

Carme Turatti


A leitora Zuma Batista flagrou uma cena de desperdício de água em Santana do Paraíso, na Região do Rio Doce. Nesse sábado, uma moradora da cidade usou uma mangueira para limpar a calçada em frente a casa dela.



O leitor Elerson da Silva enviou o vídeo de um vazamento de água na Rua Tibagi, no Bairro São Benedito, em Santa Luzia, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ele conta que já acionou a Copasa por mais de três vezes para corrigir o problema, mas nada foi feito.


No Bairro Guarani, moradores da Rua Benedito Xavier vivem com um vazamento de água desde a última sexta-feira. Segundo Cláudio Oliveira, que nos enviou a imagem do desperdício, a situação vem se agravando a cada dia.

[FOTO1
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Frederico
Frederico - 05 de Ferveiro às 10:26
Um dia de economia de um Mineroduto poderia salvar o emprego de milhares de trabalhadores e evitaria a falência de centenas de empresas que utilizam a água, como mostrado em diversas fotos e consideradas como " desperdício" , mas que na verdade são atividades legais e necessárias.
 
Dario
Dario - 03 de Ferveiro às 14:27
Mandem fotos e imagens do desperdicio nos orgãos públicos, federais, estaduais e municipais, a festa esta solta por lá também.
 
Voltaire
Voltaire - 03 de Ferveiro às 11:36
Nem o Estado e nem a Copasa estão preocupados com a falta de água. Fato. Acham que é hoje ou de ontem que essa seca taí???? Ninguém percebeu sinal nenhum que a coisa estava ficando crítica???
 
Freedom
Freedom - 01 de Ferveiro às 14:09
E as matérias sobre as mineradoras e o agronegócio consumindo grande parte das águas do Estado?
 
marcio
marcio - 31 de Janeiro às 16:19
Agua acabar, conta outra!!!!70%do planeta é agua, 70%do corpo é agua; agua é vida.tem tecnologia despoluir qualquer agua, dessanilizar agua do mar etc. Tao querendo colocar a conta no colo do povo por incompetencia geral da administracao do País. Há mais duas coisas:1-tem agua com fartura no lençol freatico, 2 sou contra o desperdicio e tambem sou contra colocar um ser humano contra o outro!
 
Eduardo
Eduardo - 30 de Janeiro às 17:40
Voltamos ao 1984, de George Orwell, e seu Grande Irmão que tudo vê? Ridículo isso, do EM e do Portal Uai. Tomara que tomem um processo.
 
Marcio
Marcio - 30 de Janeiro às 17:34
O desperdício por parte dos consumidores não é o único culpado pela atual situação, mas sem dúvida tem grande parcela.
 
Edson
Edson - 30 de Janeiro às 16:55
Fica assim: não posso lavar meu carro mais ( nem lavo mesmo), não posso lavar o terreiro da minha casa, ( foda se o visinho, que conviva com o cheiro das bostas do meu cachorro, kkk), e nem eu posso cagar mais(tenho q dar descarga), não posso tomar banho ( nem gosto mesmo de banho, otima ideia, kkk), nem vou mais fazer a barba, nem escovar os dentes, ...........agora so vou beber agua e filtrar minha urina,..................PERA AI...;. VCS ACHAM QUE OS RICOS ESTÃO ECONOMIZANDO, OS POLITICOS LADÕES ESTÃO ECONOMISANDO, FOOOOOOOOOOOOOOOOODA-SE, CONTINUO MINHA VIDA COMO ANTES, FOOOOOOOOOOODA-SE
 
Carlos
Carlos - 30 de Janeiro às 13:43
É isso aí UAI, agora vocês depois de comerem imensa "barriga", apoiarem o Aécio e esconderem da população a situação que já se delineava desde o ano passado, resolvem atuar...... A credibilidade já está perdida!
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:02
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Dauir
Dauir - 30 de Janeiro às 13:19
Calma lá. Enviar fotos de pessoas lavando suas casas e comércios como se fossem culpadas ou estivessem praticando crime hediondo é surreal. Evidente que passamos por um momento de crise e há necessidade de colaborar-mos, mas essa não é a forma correta. 1º todos nós temos parcela de culpa, seja no votar em nossos políticos, no gato, no desperdício, no desrespeito ao meio ambiente etc. 2º há casos pontuais, ex. Como não lavar um restaurante e sua calçada constantemente ? um carro sujo há mais de 5 semanas, uma garagem suja há meses ? 3ºdiferente são vazamentos da COPASA, que deve ser registrado
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:03
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:02
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Marcio
Marcio - 30 de Janeiro às 12:50
Porque não cobraram e ainda não cobram dos políticos com esse mesmo vigor uma solução permanente e a longo prazo? Povinho inútil!
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:03
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Meirelles
Meirelles - 30 de Janeiro às 12:39
Primeiro: muitos canos que jorram água junto a sarjeta geralmente não são águas distribuidas pela COPASA e que "álguém" esteja desperdiçando. Estas águas afloram naturalmente quando o prédio está abaixo do nível do terreno (garagens). Segundo: a COPASA poderia fazer uma caça aos gatos. Tem muita gente com ligação clandestina de água que que fazem a festa (desperdiça) o ano inteiro. Tem muito babaca postando foto de pessoas usando a água indevidamente nos bairros ricos, mas esquecem que o pobre também tem culpa! Com pessoas se beneficinado de gato, não vou poupar!!!
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:03
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
jones
jones - 30 de Janeiro às 12:21
Foi apurado se essas pessoas possuem poço artesiano em casa? Foi apurado pela reportagem se há alguma outra fonte alternativa? TERROR MIDIÁTICO SENSACIONALISTA
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:05
O melhor comentário. Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:03
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Felipe
Felipe - 30 de Janeiro às 11:21
É proibido lavar carro agora? Tem lei pra isso já? Pessoal tá ficando maluco ou o que? Enquanto não existir uma lei à respeito, é livre o direito de lavar carro, calçada, etc. Contanto que a pessoa não aumente o gasto mensal, isso ainda está dentro da lei. Não estou dizendo que concordo com o desperdício, mas enquanto não for lei que todos devem economizar sendo proibida a lavagem de carros, calçadas, etc, não faz sentido ficar denunciando nada aqui não.
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:05
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Pedro
Pedro - 30 de Janeiro às 09:55
Sensacionalismo levado às últimas consequências! Sabem o quantos litros de água são necessários para se produzir um litro de Coca-cola? 13 litros.....13 litros !!!! E até agora não vi ninguém na fábrica tirando foto do desperdício. A imprensa junto aos governos estão transferindo a culpa de uma péssima gestão pública para a sociedade, como se a culpa fosse realmente nossa. E o povão está comprando a ideia!!!
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:06
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja. Os maiores gastos com água estão na indústria.
 
Omega
Omega - 30 de Janeiro às 09:34
Muita gente precisa usar agua para lavar a merda que fazem os moradores de rua (ratos) nesta cidade considerada por algum babaca a melhor capital do Brasil, precisamos exterminar os ratos!
 
Erik
Erik - 29 de Janeiro às 20:59
que cagação de regra essa matéria..... e se a água de algum lugar que foi flagrado esta sendo reutilizado? por isso que esse jornalzinho sensacionalista esta falido..
 
Marco
Marco - 29 de Janeiro às 17:59
Pois é...eu não sou idiota e quero que, quem fez e faz os desvios para as mineradoras, vão a pqp e que se f...também com a falta d'água...
 
Marco
Marco - 29 de Janeiro às 17:57
QUER DIZER QUE TUDO E TODOS TEREMOS QUE FICAR SUJOS, PLANTAS, GRAMADOS IRÃO MORRER...temos que usar água sim. A culpa não é nossa e é claro que devido a incompetência da Copsa, agora ficam dizendo que a coisa vai ficar ainda pior se não chover...vão para pqp...
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:07
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Herman
Herman - 29 de Janeiro às 16:23
A maior denúncia ninguém fez. 25% da água produzida para a população é desviada antes de chegar aos reservatórios para empurrar os minerodutos. As mineradoras não pagam absolutamente nada por isso. Mas, quem será penalizado é a população já sofrida.
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:07
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Geraldo
Geraldo - 29 de Janeiro às 15:29
Ok quanto aos desperdícios, devemos conscientizar a população. Mas daqui a pouco estremos perdendo nossas liberdades dentro de casa. Este pessoal que esta filmando internamente as residencias, deveria ter o que fazer.
 
valmir
valmir - 29 de Janeiro às 15:09
pronto...está resolvido o problema com a "delação premiada" pela mídia..cobrar medidas efetivas e consequentes ninguém quer...incentivar o dedo duro e fofoqueiro que pulula dentro de cada brasileiro isso sim é divertido...
 
Paula
Paula - 29 de Janeiro às 14:11
Que coisa mais ridícula estado de minas. Vai fazer reportagem sobre como economizar água de forma eficaz, sobre os desperdícios nas empresas, e não ficar fazendo sensacionalismo com fotinha.
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:08
Mandou bem no comentário Paula. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Marcio
Marcio - 29 de Janeiro às 13:45
Daqui uns dias este desperdício vai parar, pois não demora muito pra água ACABAR mesmo, secar tudo, aí não teremos pra desperdiçar nem para usar com racionalidade!!!!!!!!!!!!!! Futuro tenebroso nos espera!!!!!!!!!!!!!
 
Flávio
Flávio - 29 de Janeiro às 12:56
O mineroduto de uma grande empresa foi inaugurado há cerca de dois meses. Ali sim existe um enorme desperdício de água. Não vi esse jornal, ou qualquer outro, ao menos citar tal fato. Campanha ridícula.
 
TONY
TONY - 29 de Janeiro às 11:53
PARECE QUE ATÉ SÃO PEDRO FOI NOTIFICADO A NÃO ESPERDIÇAR ÁGUA.
 
Leandro
Leandro - 29 de Janeiro às 11:22
Ridicula essa campanha do jornal, colocando certos cidadãos como vilões da falta d'água. Até onde eu sei, quem reduziu o preço e estimulou o consumo foi o desGOVERNO DILMA...e até então, a digníssima presidenta ainda não veio a público pedir o racionamento.
 
digao
digao - 29 de Janeiro às 11:16
Impressionante como as pessoas adoram mimimi... restaurantes usam agua para manter a higiene de suas instalações e para cumprir determinação da vigilância sanitária. O carro da funerária precisa ser lavado, pelo respeito as familias... o resto.... so pseudo defensores... erc.. detesto esse povinho provinciano e fofoqueiro...
 
Marcio
Marcio - 29 de Janeiro às 11:10
Onde estão as nossas nobres autoridades ??? Procuradores, promotores, vereadores, deputados, prefeito etc, que já deveriam ter tomado providencias enérgicas desde 2013 quando começou a falta de chuvas. Passou de hora e muito a prefeitura ou sei lá quem de fiscalizar com rigor e TEM QUE MULTAR E COM VALOR ALTO.
 
Mario
Mario - 29 de Janeiro às 10:39
Eu acho que fotos sem contexto são um perigo. Muitas fotos ai eu vi que são fatos, mas outras deixam dúvidas. Além de que tirar foto, de pessoas, dentro de casa, como se alguém tivesse poder para julgar os outros. A pessoa usar a água para lavar algo que ela considera sujo, não é crime, até porque não se sabe as razões que levaram aquela pessoa a fazer aquilo. Fácil demais o jornal contribuir para a criminalização da população, assim como o governo faz.
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:09
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
marcio
marcio - 29 de Janeiro às 09:18
Agua acabar, conta outra!!!!70%do planeta é agua, 70%do corpo é agua; agua é vida.tem tecnologia despoluir qualquer agua, dessanilizar agua do mar etc. Tao querendo colocar a conta no colo do povo por incompetencia geral da administracao do País. Há mais duas coisas:1-tem agua com fartura no lençol freatico, 2 sou contra o desperdicio e tambem sou contra colocar um ser humano contra o outro!
 
Julciley
Julciley - 30 de Janeiro às 18:09
Mandou bem no comentário. Continuarei lavando o meu carro sempre que ele estiver sujo e a minha varanda sempre que ela estiver suja.
 
Nacho
Nacho - 28 de Janeiro às 15:04
No posto Isabel, no Anel Rodoviário próximo ao viaduto da Pedro II tem a farra da água. Taxistas, alguns sempre os mesmos, lavam seus carros todos os dias com mangueira de pressão. É uma gastança só!
 
Ramon
Ramon - 28 de Janeiro às 10:45
Só enxergamos o próprio 'UMBIGO' , agora é tarde.
 
Geraldo
Geraldo - 28 de Janeiro às 10:21
Agora todo mundo vai ficar mandando fotos e mensagens.... Quero saber em que isso vai ajudar a resolver o problema... É o velho costume do Brasileiro de falar para arrumar depois do estrago pronto... Porque não FIZEMOS prevenções antes... Agora todo mundo é defensor DA ÁGUA MUNDIAL... tão ta bom viu...
 
ALEX
ALEX - 27 de Janeiro às 22:21
Começo a paranoia e a hipocrisia! A impermeabilização do solo também provoca a falta d'água. Quantos % do seus imóveis tem de solo aberto? se tem menos de 30% você também é culpado pela falta d'água!
 
Robson
Robson - 27 de Janeiro às 17:09
Vejam que são os vilões do consumo de água! http://guiadoestudante.abril.com.br/estudar/jogos-multimidia/consumo-agua-mundo-626601.shtml
 
Newton
Newton - 28 de Janeiro às 16:32
OK. Vamos cortar a água da agricultura e passar fome. Ou a água das indústrias e ficar sem emprego.
 
Mario
Mario - 27 de Janeiro às 14:45
Na Rua Mariana, atrás da capela do velório do cemitério do Bonfim, os lavadores de carro(taxis, principalmente) lavam os carros com mangueira e, com certeza, retiram de torneira do cemitério!!!!!!!!! Passem por lá e confiram!
 
valmir
valmir - 05 de Ferveiro às 11:46
nããããããããããããããõoooooo..que horror...como pode uma coisa dessas??????????????????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! como deus permite uma barbaridade assim??? e no cemiterio???!!!!!!!!! é o fim....
 
Gilmar
Gilmar - 27 de Janeiro às 13:29
Os burguesinho que moram em BH, estão achando ruim chove aqui mas onde prescisa chover não chove, aqui em BH não uma capitação se quer e tudo da região metropolitana, Brumadinho, Nova Lima, Betim e Juatuba deveriam cobrar taxa pois e de la que vem a água para esta ROÇA.
 
Marcio
Marcio - 29 de Janeiro às 15:29
è só mudar amigo, o Mundo é grande.
 
Mario
Mario - 27 de Janeiro às 14:46
Olha o jacu se pronunciando..............
 
Sheila
Sheila - 27 de Janeiro às 13:29
Pessoal, vamos aproveitar que está chovendo e guardar água. Redação do EM, divulguem algo sobre como tratar a água que coletarmos da chuva. Passei o fim de semana coletando água das calhas, mas tive coragem de usá-las para lavar meu carro, varanda e banheiro. Receio pelo aumento de focos de mosquitos transmissores de doenças. Vamos vigiar o que realmente interessa, daqui à pouco vai ocorrer homicídios por causa de água.
 
dalcio
dalcio - 27 de Janeiro às 12:13
Senhores, parem de demonizar os vizinhos por lavar uma calçada, a culpa é da Copasa, deixou a mercadoria acabar, qualquer comerciante que deixar sua prateleira vazia, paga caro por isto, não tem como jogar a culpa para cima dos clientes. Qual penalidade vai recair sobre a empresa? Vai acabar alguém sendo assassinado nessa caça às bruxas. A empresa se omitiu, escondeu o problema, não planejou para manter o estoque e agora quer que o povo se vire sem água. Querem multar e com certeza ainda vão aumentar o preço assim que o faturamento baixar, vão transformar a crise em lucro, e vai ser fácil.
 
Newton
Newton - 28 de Janeiro às 16:31
É de se demonizar sim um vizinho que lava a calçada, porque dentro do que podemos fazer, ele não está nem aí. Mas o dia em que faltar água pro banho, vai chiar, sem se preocupar com seu papel, mesmo que pequeno, nisso tudo. E também vai chiar quando ficar mais cara a tarifa de água.
 
Newton
Newton - 28 de Janeiro às 16:29
A Copasa é culpada de não fazer a manutenção adequada de sua rede de distribuição e de admitir cerca de 40% de perdas técnicas devido a falhas na rede e "gatos". Quem retira água diretamente de rios, lagos ou poços artesianos, sem a autorização do IGAM é culpado por utilizar os mananciais de forma descontrolada e provavelmente de lançar esgoto sem tratamento de volta nesses mananciais. Há também o principal fator que é a seca de 2013/2014/2015, que mesmo sem os anteriores impactaria decisivamente no suprimento de água. Agora, no que toca aos consumidores, reduzir o uso de água é imperativo.
 
Gilmar
Gilmar - 27 de Janeiro às 13:16
Todos nos somos culpados pela falta de água pois, quem esta desmantando as florestas, quem fica lavando a calçada. Todos nos sabemos que Água não se fabrica igual a cerveja ou refrigerante, então não adianta colocar a culpa na Copasa mas sim em todos. Vamos ser mais inteligentes e assumir que erramos só assim estaremos cooperando com nossos planeta.
 
Rogerio
Rogerio - 27 de Janeiro às 09:49
Eu não desperdiço água, como não desperdiço luz, comida, combustível, dinheiro...agora, eu uso! Eu preciso lavar roupas, banheiros e minha área, isso é desperdiçar??? Estamos em crise e precisamos economizar 30%, ok, mas isso não quer dizer parar de usar, e sim, usar menos! Hoje saiu que as empresas não sabem quanto gastam, o desperdício da própria Copasa, quem vai fiscalizar isso? E energia,ninguém fala? Só sei que nós é que pagaremos com o aumento da conta!
 
cesar
cesar - 26 de Janeiro às 20:50
O maior flagrante de desperdício foi hoje em toda BH. Choveu barbaridade. Pena que ninguém fotografou. Deu pra lavar o carro as calçadas, até para aguar as plantas. Incrível é que desde criança sempre tenho visto chover todos os anos. Creio que crise hídrica se resolve com uma boa chuva, e olha que hoje choveu, como choveu.
 
Wanders
Wanders - 26 de Janeiro às 14:26
Lavar passeio tudo bem que está errado, agora lavar o carro com lavadora e um balde sem esperdiçar já não é pra tanto. se for tem que tirar foto de lava jato e das duchas nos posto de combustíveis. auto lá pessoal.
 
Filipe
Filipe - 26 de Janeiro às 06:56
Que falta de serviço! Ficar vigiando os vizinhos! Vão cuidar de suas vidas! País comunista que é assim, fica um dedurando o outro! O PT deve estar adorando! A gente tem que ter consciência, mas ninguém vai deixar de lavar o carro ou a área. Não precisa ser todos os dias, mas pelo menos uma vez por mês! Vão trabalhar , cambada, assim param de cuidar dos outros e passam a preocupar com vocês mesmos!
 
MARCELO
MARCELO - 25 de Janeiro às 19:38
A limpeza feita pela prefeitura na estação rodoviária é muito útil e bem vinda, uma vez que o local é maloca de usuários de crack, que fazem suas necessidades fisiológicas onde é ponto de ônibus de várias linhas, com certeza essa dona que criticou gosta do fedor dos dejetos de noiados.
 
cesar
cesar - 25 de Janeiro às 19:34
Agora não se respeita a privacidade alheia. pessoas sendo ''policiadas'' fotografadas dentro de suas casas sem o devido consentimento,deveríamos cobra providência é dos governantes que não empregam os recursos dos impostos devidamente ,essa crise hídrica e mais por falta de investimento na estrutura de captação, isso sempre acontece no BRASIL,foi assim também com o racionamento de energia, teve gente que poupo e depois ainda foi penalizado com o aumento das tarifas,porque o governo nunca fica no prejuízo que é sempre repassado ao cidadão ! Deveríamos estar ''policiando'' é o governo !
 
Daniela
Daniela - 25 de Janeiro às 22:48
Pois é Cesar, pagamos um absurdo de conta, para que tenhamos um serviço de qualidade o que nunca acontece. e Ainda tem pessoas de total ignorância que se prestam ao papel de vigiar os outros. A obrigação é do governo do estado e copasa de terem tomado anteriormente medidas para que isso não acontecesse. Porque já era previsto há muitoosss anos. Mas para variar a culpa é sempre nossa.
 
Guilherme
Guilherme - 25 de Janeiro às 20:38
Não estou defendendo nenhum governo, mas desperdício é desperdício, independente de estarmos em crise ou não. Não se desperdiça gasolina , comida ou dinheiro. Com a água também deveria ser assim. O governo deve sim mudar a administração e parar de repassar a culpa para o bolso do cidadão , mas o cidadão também deve mudar a mentalidade de que " se outros não fazem, porque eu vou fazer? " e também do famoso " eu que pago a conta". A tentativa do jornal é para os que fazem o mesmo que estas pessoas mostradas, se sintam envergonhadas e mude sua atitude, acho ela muito válida por sinal.
 
cesar
cesar - 25 de Janeiro às 19:34
Agora não se respeita a privacidade alheia. pessoas sendo ''policiadas'' fotografadas dentro de suas casas sem o devido consentimento,deveríamos cobra providência é dos governantes que não empregam os recursos dos impostos devidamente ,essa crise hídrica e mais por falta de investimento na estrutura de captação, isso sempre acontece no BRASIL,foi assim também com o racionamento de energia, teve gente que poupo e depois ainda foi penalizado com o aumento das tarifas,porque o governo nunca fica no prejuízo que é sempre repassado ao cidadão ! Deveríamos estar ''policiando'' é o governo !
 
Edson
Edson - 25 de Janeiro às 22:35
Lavar calçada e muito desperdicio.... mas não pq estamos em crise. Alguém sinceramente acha que água e um bem infinito?
 
andréa
andréa - 25 de Janeiro às 18:40
Moro perto do local onde o morador de rua está tomando banho ! Ele se lava e depois desliga ! Não considero desperdício, está USANDO a água e NÃO se demora ! Ele não tem onde se lavar ! Feio é fz mal uso da água quando se tem outras opções !! Para banho, precisamos de água !
 
Bruno
Bruno - 25 de Janeiro às 18:05
Nessas horas ninguem fala nada dos minerodutos que leva minerio de gigantes de minas para o rio...
 
Alisson
Alisson - 25 de Janeiro às 16:12
Injusta a foto do servidor da SLU limpando a Estação de ônibus e metro Lagoinha atrás da Rodoviária. Ao invés das pessoas ficarem fotografando e filmando as outras, deveriam saber que enquanto o cidadão comum fica com 30% da água, a indústria, o comércio e a agricultura ficam com os outros 70%, e o desperdício no geral fica em 37%. Sempre se joga a culpa na ponta do processo, alguém viu aí alguma piscina vazia nos clubes ou nas casas?
 
Mario
Mario - 27 de Janeiro às 14:49
Piscina de clube reaproveita a água...não é como vc imagina.............
 
dener
dener - 25 de Janeiro às 14:08
OS RICOS SÃO OS MAIS FDP QUE EXISTEM, ACHAM QUE COMO POSSUEM DINHEIRO, PODEM AGIR DO JEITO QUE QUIZEREM. SÓ QUE ESTES FDP, AGORA ESTÃO ENGANADOS, A CRISE AFETA A TODOS. OTÁRIOS....
 
Estevão
Estevão - 26 de Janeiro às 05:40
Parem de assistir novelas fiscalizem as tvs. Quanto de agua e desperdiçado para bobagens!
 
Meirelles
Meirelles - 25 de Janeiro às 15:00
Realmente não entendi o comentário. Não vi nenhum rico desperdiçando agua. Tambem não v
 
Mauro
Mauro - 25 de Janeiro às 12:23
Sobre a cena de um homem limpando a calçada na Estação Lagoinha, na Região Noroeste de Belo Horizonte, a denunciante deveria chegar no local um pouco antes e sentir o mau cheiro horroroso de urina e demais excrementos humanos deixados pelo moradores de rua e usuários de droga que circulam por lá. É claro que ela passa por ali de carro, com o vidro fechado e ar condicionado ligado. Sugiro também que ela caminhe pelo viaduto de Santa Teresa para ver e cheirar a situação horrível no local
 
JADIR
JADIR - 25 de Janeiro às 11:54
Procurei no site da COPASA informações sobre o nível dos reservatórios (queria ver o impacto da chuva deste sábado nos níveis) e procurei também dicas sobre uso de agua de chuva (coleta, processos rudimentares de tratamento, etc) e nada encontrei. Seria bom que a COPASA passasse a viver nossa nova realidade extremamente grava. Precisa tirar o atraso do imenso tempo perdido, sem atuações visando redução do consumo.