Publicidade

Estado de Minas NÚMEROS

Na reta final


postado em 09/11/2019 04:00 / atualizado em 08/11/2019 14:50

Onix Plus teve 8.946 emplacamentos, mas recall pode afetar seu desempenho(foto: Chevrolet/divulgação)
Onix Plus teve 8.946 emplacamentos, mas recall pode afetar seu desempenho (foto: Chevrolet/divulgação)


Os emplacamentos do mês de outubro já foram fechados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), com alguns segmentos que já têm um claro líder, mas também com algumas disputas em aberto. Com 200.588 unidades emplacadas, ninguém mais tira do Chevrolet Onix a liderança geral, pelo quinto ano consecutivo. Resta saber quem vai levantar o troféu de segundo colocado. Por enquanto, o Ford Ka (com 86.443 unidades) tem ligeira vantagem sobre o Hyundai HB20 (com 85.861 emplacamentos), que até traz o benefício de ter sido profundamente renovado, mas não foi muito bem recebido.
 
Longe de ser uma referência, o Renault Kwid fez valer sua proposta de ser um modelo de baixo custo e se firmou na quarta colocação, com 70.935 emplacamentos. O compacto de origem indiana se sobressaiu a outros dois modelos que de fato são os de entrada do mercado brasileiro: o Fiat Mobi (com 45.441 unidades) e o Chery QQ, que o baixo número de emplacamentos (1.360 unidades no acumulado do ano) indica seu fim de linha. Ainda na levada dos hatches, vale antecipar a sexta colocação do Volkswagen Gol (66.845 unidades), modelo de entrada da marca que ainda vende muito, apesar do projeto já bastante defasado.
 
Prestes a ganhar uma substituta, Strada mantém a liderança(foto: Fiat/divulgação)
Prestes a ganhar uma substituta, Strada mantém a liderança (foto: Fiat/divulgação)
 
 
A quinta colocação está com o Chevrolet Prisma (69.673 unidades), sedã compacto que acompanha o sucesso do Onix. Porém, seu desempenho nos próximos dois meses fica comprometido pela estratégia do fabricante, que mantém a geração anterior sob a nova denominação Onix Joy Plus, além da nova geração que foi rebatizada de Onix Plus. Vale destacar que o novo sedã teve um primeiro mês arrebatador, com 8.946 emplacamentos. Esse movimento é normal em modelos que estreiam, para depois estabelecer uma média menor, mas, quando se trata do Onix, tudo é possível. Mas com a suspensão das vendas por causa dos incêndios e recall (reportagem acima), o desempenho do modelo no mercado pode ser afetado.
 
Porém, se levarmos em conta os comerciais leves, a sexta colocação fica com a picape Fiat Strada, com 63.587 emplacamentos. A liderança justifica o sucesso que a marca italiana faz nesse segmento – a Fiat também ocupa a segunda colocação dos comerciais leves com a Toro (52.794). Porém, o percentual de vendas diretas é enorme nesses modelo, correspondendo a 95% da Strada e 76% da Toro.
 
Primeiro mês do Corolla superou as médias do ano(foto: toyota/divulgação)
Primeiro mês do Corolla superou as médias do ano (foto: toyota/divulgação)
 
 
A sétima colocação é do Fiat Argo (com 62.696 emplacamentos), seguido pelo Volkswagen Polo (58.560 unidades), modelos que já dividem o segmento dos hatches compactos premium com o Toyota Yaris (que soma 30.445 unidades) e o novo Hyundai HB20, além no Novo Chevrolet Onix, que também promete subir de nível.
 
O Toyota Corolla, por enquanto, está fora do top 10 de emplacamentos, porém, sua nova geração foi muito bem recebida. Em outubro, foram vendidas 6.211 unidades, bem acima da média de 4.625 que o sedã médio vinha alcançando. Se o Corolla não conseguir entrar entre os 10 mais emplacados, não tem macumba que tire sua primeira colocação dentro do segmento, com 46.948 emplacamentos, mais que o dobro do segundo colocado, o Honda Civic (22.633 unidades).
 
As nona e décima colocações são de modelos da Jeep, respectivamente, o Renegade (com 56.791 unidades) e o Compass (49.324 emplacamentos). Se o Renegade está garantido na liderança dos SUVs compactos, a segunda colocação está em aberto: ligeira vantagem do Hyundai Creta, com 46.231 unidades, contra os 45.057 emplacamentos do Nissan Kicks. O Honda HR-V ocupa a quarta colocação (39.582). Por enquanto, a quinta colocação entre os SUVs compactos é do Ford EcoSport, porém, o Volkswagen T-Cross registra médias mensais superiores. Ou seja, se não tivesse sido lançado só em abril, o modelo da VW já teria ultrapassado o da Ford.
 
Apesar do projeto %u201Cjurássico%u201D, VW Gol é o sexto automóvel mais vendido(foto: volkswagen/divulgação)
Apesar do projeto %u201Cjurássico%u201D, VW Gol é o sexto automóvel mais vendido (foto: volkswagen/divulgação)
 
 
Outra briga que estamos acompanhando é entre a Chevrolet e a Volkswagen. É que a marca alemã não esconde a intenção de tomar a liderança numérica do mercado brasileiro das mãos da Chevrolet. Mas, apesar do bom trabalho empenhado até aqui, parece que isso ainda não vai ser em 2019. Até outubro, somando automóveis e comerciais leves, a Chevrolet já registrou 352.293 veículos emplacados, enquanto a VW tem 282.090 unidades, uma diferença considerável. Também vale lembrar que a marca americana está fazendo a sua parte na renovação da gama, o que nos promete uma boa briga para 2020.


Publicidade