Publicidade

Estado de Minas PRIMEIRAS IMPRESSõES

Passaporte carimbado!

Ford confirma a chegada do Territory para 2020, inicialmente vindo da China. SUV médio deve trazer sob o capô motor 1.5 turbo de 143cv, além de câmbio automático


postado em 10/08/2019 04:00 / atualizado em 09/08/2019 18:45

Modelo tem cerca de 4,60 metros de comprimento e 2,70m de distância entre-eixos(foto: Sthephan Solon/Yamaha/Divulgação)
Modelo tem cerca de 4,60 metros de comprimento e 2,70m de distância entre-eixos (foto: Sthephan Solon/Yamaha/Divulgação)
 
De São Paulo (SP)

A Ford não tem passado por bons momentos em diferentes mercados, como no Brasil, Argentina e até mesmo nos Estados Unidos. Por aqui, a marca perdeu força com o fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo e com a retirada de linha de modelos de volume como o compacto Fiesta e o médio Focus. A saída foi apostar nos SUVs, que estão em alta em vários mercados. E para fazer par com o queridinho EcoSport, a Ford resolveu trazer da China o utilitário-esportivo médio Territory, que começa a ser vendido no Brasil e na Argentina a partir de 2020.
 
A confirmação da chegada do Territory ao Brasil e à Argentina foi feita pelo presidente da Ford América do Sul, Lyle Watters, que aposta no modelo como um dos pontos fortes da mudança do portfólio da marca. O SUV médio foi mostrado pela primeira vez por aqui no Salão do Automóvel de São Paulo do ano passado. Chamou a atenção do público e dos revendedores da marca, que fizeram pressão para a matriz autorizar a vinda do SUV para cá. E deu certo.
 
Desenvolvido e produzido na China em parceria com a JMC, o Territory não nega sua origem. O SUV tem linhas que lembram modelos chineses, com faróis estreitos horizontalizados, grade ampla e formas volumosas. Foi baseado no Yusheng S330, feito pela chinesa JMC. O modelo tem cerca de 4,60 metros de comprimento e 2,70m de distância entre-eixos. O modelo tem alguns detalhes que lembram o Peugeot 3008, como o teto descaído na coluna C e os comandos por teclas no painel.

INTERIOR Por dentro, o Territory se destaca pelo bom espaço e acabamento de qualidade, com material emborrachado e detalhes imitando madeira no painel. A central multimídia e o painel de instrumentos têm tela de 10 polegadas, com direito a sistema de carregamento de celular sem fio e câmera com visão de 360 graus. Entre os sistemas de assistência ao motorista disponíveis, destaque para piloto automático adaptativo, estacionamento automático, alerta de permanência em faixa e monitoramento de ponto cego.

MOTOR A Ford não revelou os detalhes do conjunto mecânico que vai equipar o Territory no Brasil. A unidade que foi exposta estava equipada com motor 1.5 turbo EcoBoost de 173cv, mas a Ford afirma que não será esse. Tudo indica que por aqui o modelo usará um motor 1.5 turbo de 143cv, associado a um câmbio automático de seis velocidades. Quando desembarcar no Brasil, o SUV médio vai encarar concorrentes de peso como o líder do segmento Jeep Compass, além de Honda CR-V, Chevrolet Equinox e Volkswagen Tiguan.
 
O modelo fará sua primeira aparição pública depois da confirmação de sua chegada no Rock in Rio, em setembro. A Ford acredita na força de seu produto e na recuperação da economia no Brasil e Argentina para impulsionar suas vendas. A montadora não confirma oficialmente, mas tudo indica que o modelo será produzido posteriormente na Argentina. Os preços e as versões só serão revelados na véspera do lançamento, em 2020, mas acreditamos que a versão de entrada vai ficar na faixa dos R$ 115 mil.

* Jornalista viajou a convite 
da Ford do Brasil


Publicidade