Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Turismo a três

A versão estradeira do exótico modelo de três rodas tem para-brisa e banco maiores, malas laterais, entradas USB, motor de três cilindros em linha e iluminação em LED


postado em 09/03/2019 05:07

Dois amortecedores invertidos em cada roda dianteira(foto: Yamaha/Divulgação)
Dois amortecedores invertidos em cada roda dianteira (foto: Yamaha/Divulgação)

 

O conceito das duas rodas dianteiras e uma traseira não é novo é já é empregado em vários scooters. Porém, ainda não havia sido usado em motocicletas até a materialização do modelo batizado de Niken, que desembarcou no mercado europeu em 2017 com essas características, mas ainda sem previsão para o Brasil. Com a mesma plataforma, mas adaptado para viagens, a Yamaha apresenta agora o Niken GT, já como modelo 2019, com para-brisa mais alto e largo, banco maior em dois níveis, além de malas laterais removíveis com 25 litros de volume cada, punhos aquecidos e garupeira.

Segundo a geometria, três pontos determinam um plano, contudo, as três rodas do Niken GT nem sempre encontram caminhos perfeitamente nivelados. Para tanto, as suspensões ganharam mais complexidade, exigindo inclinação sincronizada entre as duas rodas dianteiras nas curvas e, simultaneamente, o trabalho de oscilação independente em cada roda. O resultado é um vigoroso sistema com múltiplos braços, batizados de Leaning Multi Wheel (LMW), e dois amortecedores invertidos em cada roda, com 110mm de curso, que permitem uma inclinação de até 45 graus.

FREIOS Na traseira, a suspensão é do tipo mono, regulável, com 125mm de curso. Se as duas rodas dianteiras exigiram fosfato dos engenheiros no projeto das suspensões, também proporcionaram maior segurança. Conforme a geometria, são três pontos de contato com o solo, oferecendo maior equilíbrio, mesmo em baixas velocidades, além de também contar com três pontos de apoio nas frenagens. Na dianteira, um disco de 298mm de diâmetro em cada roda e um único disco de 282mm de diâmetro na roda traseira, equipados com sistema ABS.

Por outro lado, a maior sofisticação das suspensões dianteiras e a presença de uma roda a mais elevaram o peso do modelo, que atinge 267kg, já abastecido. Entretanto, seus efeitos ficam minimizados em razão do equilíbrio proporcionado pela matemática geométrica dos três pontos de apoio. Para sustentar o conjunto, o quadro é de tubos de aço, com arquitetura em treliça e usa o motor como parte para reduzir peso e aumentar a rigidez. Já a balança da suspensão traseira é de alumínio, e as rodas de liga leve, com aros de 15 polegadas na dianteira e 17 na traseira.

MOTOR Os aros de menor diâmetro na dianteira e o pequeno espaçamento das rodas (inferior à largura do guidão) garantem um comportamento mais esportivo nas curvas e boa agilidade no trânsito. O motor é o mesmo que equipa a MT-09 e a MT-09 Tracer (ambas já comercializadas no Brasil), com pequenos ajustes no cabeçote e sistema de injeção eletrônica de combustível para ficar mais “estradeiro”. Equipado com três cilindros em linha, 847cm³ de cilindrada e 12 válvulas, entrega 115cv a 10.000rpm, e torque de 8,9kgfm a 8.500rpm.

O motor conta ainda com três modos de pilotagem e dois níveis de controle de tração, que também pode ser desativado, e embreagem assistida e deslizante. O câmbio tem a função quickshift, que permite trocar as marchas sem desacelerar e sem usar a embreagem. A porção touring da Niken GT é completada com piloto automático, duas saídas do tipo USB, descanso central e painel inteiramente digital. O tanque de 18 litros proporciona boa autonomia, e a larga carenagem visual encorpado e conforto aerodinâmico. A iluminação do duplo farol dianteiro é em LED, assim como as setas.


Publicidade