Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

RAPIDINHAS


postado em 16/02/2019 05:08



UTILITÁRIA-ESPORTIVA

A empresa americana MVS (Michigan Vehicle Solutions) criou uma cobertura para a caçamba que deixa a Ford F-150 com jeitão de fastback. Se o design é de gosto duvidoso, a abertura com batentes de molas a ar ficou muito prática. O que se ganha em estilo com o Aero-X se perde em espaço, quando comparado às coberturas de linhas mais quadradas. Porém, é inegável que a cobertura em fibra de vidro proporciona ganho em aerodinâmica. Mas o acessório é caro, quase US$ 4 mil, segundo o site Autoblog.

 

TOYOTA COROLLA PCD

A Toyota preparou uma promoção do Corolla Xei, versão intermediária do sedã, especialmente para o público PcD, por R$ 85.210,30. O preço da versão sem descontos é de R$ 105.990, trazendo como principais equipamentos ar-condicionado digital, chave presencial, retrovisor eletrocrômico, controle de velocidade de cruzeiro, rodas de 17 polegadas, faróis de neblina, acendimento automático dos faróis, sistema multimídia com DVD Player e navegação GPS, controle de estabilidade e tração, assistente de subida e sete airbags. A versão XEi tem motor 2.0 flex, com até 154cv de potência e 20,7kgfm de torque (usando etanol), com câmbio automático CVT que simula sete marchas.

 

 

REPARAÇÃO MAIS BARATA

O Volkswagen T-Cross é o SUV mais barato para reparar do mercado nacional, de acordo com ranking Car Group do Centro de Experimentação e Segurança Viária CESVI Brasil. O modelo obteve classificação 13, quase três vezes melhor do que o segundo colocado na categoria, indicando baixo tempo e custo de reparo, ajudando a reduzir o valor do seguro, já que as seguradoras calculam os preços das apólices com base, entre outros fatores, nos resultados dos testes de impacto de baixa velocidade (a 15km/h) realizados pelo CESVI Brasil.

 

 

DOIS NO TELHADO

A Peugeot interrompeu a comercialização dos modelos 308 e 408 no Brasil, ambos fabricados na planta de El Palomar, na Argentina. Segundo a marca, a decisão é fruto da estratégia de manter o foco no compacto premium 208, e também na sua linha de utilitários-esportivos, composta pelo 2008, 3008 e 5008. A Peugeot ainda quer concentrar esforços da comercialização dos veículos utilitários leves, como o Partner, o Expert e o Boxer. Além disso, os dois modelos já vinham escorregando feio nas vendas. No último ano, apenas 434 unidades do Peugeot 308 foram emplacadas, número muito pequeno mesmo para um segmento que agoniza. A Ford já anunciou que também deixará de fabricar o Focus no mercado brasileiro, outra baixa entre os hatches médios. Já o Peugeot 408 foi um pouco melhor, registrando 739 emplacamentos entre os sedãs médios, que ainda é um segmento forte.


Publicidade