Publicidade

Estado de Minas GASTRONOMIA

Sabotagem na cozinha? Novo reality do SBT/Alterosa une culinária e humor

Sergio Marone apresenta "Mestres da sabotagem". Na atração, além de cozinhar, competidores desbancam adversários com situações divertidas


02/05/2021 04:00

(foto: Lourival Ribeiro/SBT )
(foto: Lourival Ribeiro/SBT )

"O brasileiro lida com a sabotagem o tempo inteiro, por conta dos políticos, do transporte público e educação de péssima qualidade... A gente tem que lidar com a criatividade"

Sergio Marone, ator e apresentador


“Mestres da Sabotagem”, o novo reality show de gastronomia exibido no SBT/Alterosa, busca quebrar o padrão tradicional de programas desse tipo. Além de cozinhar, os competidores têm a oportunidade de sabotar seus adversários, expondo-os às situações divertidas e até mesmo bizarras. Parceria da emissora de Silvio Santos com o Discovery Home & Health, a atração é a versão brasileira da competição americana “Cutthroat kitchen”, que já contabiliza 15 temporadas.
“O brasileiro lida com a sabotagem o tempo inteiro, por conta dos políticos, do transporte público e educação de péssima qualidade... A gente tem que lidar com a criatividade, isso faz parte do nosso dia a dia. É muito divertido ver as pessoas testando seus limites, enfrentando e superando desafios, a gente torce junto com os participantes. O programa une a cultura culinária com humor”, conta Sergio Marone, apresentador do “Mestres da sabotagem”.

A cada episódio, quatro chefs começam com R$ 25 mil, cada. Antes e durante a preparação dos pratos, ocorrem leilões nos quais os participantes podem comprar produtos e ingredientes inusitados, com o intuito de dificultar a vida dos oponentes. A competição é dividida em três etapas, cada uma eliminando um participante, até que sobrem apenas dois na final. O vencedor da etapa leva para casa o restante da quantia de R$ 25 mil que não foi gasta nos leilões. A administração do montante inicial é importante não apenas para voltar para casa com dinheiro no bolso, mas para não ficar totalmente sem grana nas etapas finais e ser sabotado.

O ator Sergio Marone, que fez sucesso como Ramsés II em “Os dez mandamentos” (Record), trocou de emissora para comandar o programa. Ele conta como foi estrear como apresentador, após anos trabalhando em filmes e novelas: “É a realização de um sonho. Há muito tempo tenho vontade de emplacar como apresentador e estou podendo fazer isso aqui no SBT, uma casa incrível de se trabalhar. A experiência tem sido incrível e acredito que a tendência agora para o programa é só crescer, tanto em termos de audiência quanto em dinamismo. Tem sido fantástico”.

Para avançar as etapas e vencer o programa, os competidores devem impressionar o chef Giuseppe Gerundino. O cozinheiro chegou ao Brasil há quase 18 anos, vindo do Sul da Itália. Por aqui, criou sua própria escola de gastronomia, a Academia Gastronômica, e trabalhou em programas da Globosat e do Discovery. Agora, na emissora de Sílvio Santos, é responsável por avaliar os pratos do “Mestres da sabotagem” em três quesitos: aparência, gosto e coerência com o que é pedido nas provas.

O chef ressalta que não faz ideia das sabotagens às quais são submetidos os participantes. “No final das contas, sou o maior sabotado de todos. Não sei de nada do que acontece. Mas é um desafio contínuo analisar os pratos e imaginar pelo que passaram os competidores. Está sendo muito legal. É muito bom trabalhar com o Sergio, que é um cara nota mil, e toda equipe que tem uma energia muito boa”, afirma o Giuseppe.

"No final das contas, sou o maior sabotado de todos. Não sei de nada do que acontece. Mas é um desafio contínuo analisar os pratos e imaginar pelo que passaram os competidores"

Giuseppe Gerundino, chef



SEM SPOILER
No primeiro episódio, exibido em 24 de abril, os participantes tiveram que enfrentar obstáculos como preparar os ingredientes de uma lasanha com tábuas flutuando em uma banheira, trocar todos os utensílios de corte por um alicate gigante e procurar ingredientes dentro de uma caixa lotada de gelatina. Gastando apenas R$ 400, Maílson, que voltou para casa com R$ 24.600, foi o chef vencedor.

“O Maílson realmente foi um herói. Ele foi muito sabotado, acho que porque os outros participantes perceberam que ele era preparado. E isso se provou ser verdade, pois, mesmo assim, ele conseguiu entregar pratos melhores que os dos outros”, afirmou Giuseppe. “Com relação aos próximos episódios, só posso adiantar que as sabotagens estão muito divertidas. Não posso dar spoilers. É difícil também lembrar de tudo, pois já estamos gravando o 15º episódio”, completou Marone. 
Nesta edição brasileira, “Mestres da sabotagem” terá 16 episódios.

* Estagiário sob supervisão da subeditora Tetê Monteiro

“MESTRES DA SABOTAGEM”
O programa vai ao ar aos sábados, a partir das 22h30, no SBT/Alterosa. No Discovery Home & Health, a atração é exibida às sextas-feiras, às 19h40 




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade