Publicidade

Estado de Minas

Dinamismo no palco


postado em 21/07/2019 04:19

O apresentador Tiago Leifert(foto: TV Globo/Divulgação)
O apresentador Tiago Leifert (foto: TV Globo/Divulgação)

The voice Brasil estreia com Iza no lugar de Carlinhos Brown. Na nova temporada, o botão de bloqueio estará disponível para técnicos durante a fase de audições às cegas e nas batalhas

A oitava temporada do The voice Brasil estreia ainda mais dinâmica em 30 de julho, após A dona do pedaço, com apresentação de Tiago Leifert. A novidade é que o divertido botão de bloqueio estará disponível para os técnicos Lulu Santos, Ivete Sangalo, Michel Teló e a novata Iza durante a fase das audições às cegas e também nas batalhas. Ao todo, serão 20 episódios em que as 64 vozes aprovadas na primeira fase formarão quatro times, com 16 participantes cada, para disputar o título. O grande vencedor ganha prêmio de R$ 500 mil e assina contrato com a gravadora Universal Music.

"A seleção é muito rigorosa. Quem chega aqui já vem arrebentando, e muitos dos candidatos assistiram às temporadas anteriores. Eles sabem exatamente o mapa de como se comportar no palco. Sabem o que querem e como fazer", comenta Lulu Santos.

Nesta temporada, Iza assume a cadeira que antes era de Carlinhos Brown. E sabe da importância de seu papel dentro do programa. Por isso, a cantora promete tomar muito cuidado com a forma de lidar com os sonhos dos participantes. Seja ao apertar o botão e convidar alguém para o seu time ou ao não virar a cadeira. A técnica espera contribuir, passando  experiências que já viveu na carreira para os pupilos. Afinal, o The voice abre portas para todos os participantes e não apenas para o vencedor.

"Quando a gente está de costas, ouvindo, passa muita coisa pela nossa cabeça. No tempo de apresentação do candidato, você precisa entender se o nervosismo vai atrapalhar, se a escolha da música dele foi boa... Vai um pouco além de só se encantar pelo timbre. Em pouco tempo, você tem de raciocinar essas coisas para escolher com critério e devolver críticas construtivas", diz a estreante no posto.

Apesar de ser uma veterana no programa, Ivete Sangalo também demonstra o quanto se preocupa com a forma de justificar uma resposta negativa a um participante. Como uma das técnicas, a cantora precisa passar pelos momentos da seleção dos candidatos. Mas, no meio disso, há o prazer de ouvir muitos talentos. Por isso, fica ainda mais difícil explicar o que a faz não virar a cadeira algumas vezes.

"Acho prazeroso todo o tempo. Embora seja complicado encontrarmos as palavras que se encaixem nas nossas sensações, que seja algo de relevante para o candidato e não simplesmente jogar palavras fora. Nós temos de encontrar o caminho de uma forma construtiva para que aquilo seja bom pra ele. Nas audições às cegas, tantas vezes a gente não vira e se arrepende, porque a pessoa tem carisma", confessa a baiana.

Técnico campeão das últimas quatro temporadas do The voice, Michel Teló sabe que Lulu, Ivete e Iza estão traçando estratégias para neutralizá-lo agora. No entanto, o sertanejo leva a disputa com os colegas de forma amistosa. Mas torce pelo quinto título consecutivo. Quando questionado se pretende ser hexa antes do Brasil no futebol, ele brinca sobre a situação. Seu plano, garante, é fazer o melhor para o competidor. "Estamos batalhando para isso (risos). Quem sabe dê certo? O foco sempre é a galera que está ali no palco, fazer um programa bonito e levar alegria para as pessoas que estão em casa. Tento ajudar da melhor maneira possível. Não é o time Teló, Ivete, Lulu ou Iza que ganha, mas o The voice e o telespectador", torce Teló.

DICA DE OURO Outra novidade desta edição é a apresentação dos bastidores pela atriz e cantora Jeniffer Nascimento, que entra no lugar de Mariana Rios. Ganhadora dos programas Fábrica de estrelas (2013) e PopStar (2018), ela dá uma dica especial para quem deseja ser aprovado nesse tipo de competição musical. "A minha professora de canto me ensinou que toda vez que fosse fazer uma audição, tinha de escolher a famosa música 'eu quero esse emprego', ou seja, a canção em que você pode mostrar todo o seu potencial. Então, a minha dica é: escolha uma música que te traduza, tanto como pessoa quanto com as técnicas vocais que você consegue", revela. (Estadão Conteúdo)

OS TÉCNICOS

Lulu Santos: “Quem chega aqui já vem arrebentando”

Iza: “Vai um pouco além de só se encantar pelo timbre”

Michel Teló: “Tento ajudar da melhor maneira possível”

Ivete Sangalo: “Tantas vezes a gente não vira e se arrepende”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade