Publicidade

Estado de Minas OURO PRETO

Cidade dos Anjos

Procissão colonial atrai turistas de várias partes nas celebrações da semana santa


postado em 17/03/2020 04:00

Crianças de todas as idades se vestem de anjo para a tradicional procissão do domingo da ressurreição(foto: Prefeitura Municipal de Ouro Preto/Divulgação)
Crianças de todas as idades se vestem de anjo para a tradicional procissão do domingo da ressurreição (foto: Prefeitura Municipal de Ouro Preto/Divulgação)
 
Antes de o galo cantar e emoldurados pelos casarões de Ouro Preto, na Região Central de Minas, os tapetes coloridos que cobrem o Centro Histórico são revelados pelos primeiros raios de sol na manhã iluminada de ou- tono. Os sinos anunciam a ressurreição de Jesus. Anjos e arcanjos surgem a cada ladeira, dando a certeza de que um portão foi aberto entre o céu e a cidade encravada nas montanhas de Mi- nas. Nesse momento, uma revoada de crianças vestidas de anjos marca o ápice de mais uma procissão do domingo de Páscoa. Caminhado sobre desenhos com temas pascais, feitos com serragem, esses seres celestiais representativos marcam as comemorações da semana santa, que remontam ao século 18 e atraem milhares de turistas todos os anos para a cidade histórica.
 
Quem visita Ouro Preto tem a oportunidade de conferir a expressão máxima da religiosidade em Minas Gerais. Os casarios, igrejas barrocas, praças e ladeiras são cenários perfeitos para relembrar a Paixão de Cristo em diversas celebrações religiosas. O turista poderá se emocionar com os concertos envolvendo repertórios de música sacra colonial composta na antiga Vila Rica, na época do Ciclo do Ouro. São encenações litúrgicas nas escadarias e adros das igrejas barrocas.
 
Encenação dos últimos passos de Cristo antes da crucificação é um dos momentos que emocionam(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Encenação dos últimos passos de Cristo antes da crucificação é um dos momentos que emocionam (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
 
 
A historiadora Helenice Afonso de Oliveira também destaca as origens históricas das procissões, que ainda estão presentes nas celebrações. “Todo o ritual é antigo, desde os paramentos até como a celebração é feita, em latim, assim como todas as músicas.” São essas características tradicionais que, segundo a historiadora, tornam a semana santa ainda mais interessante em Ouro Preto, dando a ela características diferentes de ouros lugares que também celebram o período. Essas canções são os famosos motetos. “Músicas curtinhas referentes ao evangelho, cantadas durante as paradas nos passinhos da procissão do encontro, os motetos são peças do século 18 cantadas em latim”, explica.
 
Onde rezar

Basílica Nossa Senhora do Pilar
Igreja São Francisco de Assis
Igreja Nossa Senhora do Carmo
Igreja Nossa Senhora da Conceição
Igreja Nossa Senhora do Rosário

O que comer/beber

Comida mineira tradicional, broa de fubá, cuzcuz de milho, biscoitos de polvilho, pão de queijo, doces 
caseiros e geleias


O que visitar

Praça Tiradentes
Museu da Inconfidência
Museu de Arte Sacra
Museu do Oratório
Centro Histórico
Casa da Ópera
Mina Chico Rei

Saiba mais: http://ouropreto.org.br 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade