Publicidade

Estado de Minas

Chocolate da Amazônia movimenta Belém do Pará nesta semana

A capital paraense vai sediar a sexta edição do Chocolat Amazônia Festival e também a 17ª edição da exposição Flor Pará que unem agronegócio, flores, joias, gastronomia e turismo


postado em 16/09/2019 16:05 / atualizado em 16/09/2019 17:21

O estado de Pará é o segundo maior produtor de cacau do país(foto: Chocolat Amazônia Festival/Divulgação)
O estado de Pará é o segundo maior produtor de cacau do país (foto: Chocolat Amazônia Festival/Divulgação)

 

No mês passado, os olhos do mundo voltaram para a Amazônia por conta das queimadas quem assolaram os estados do Amazonas, Pará e Mato Grosso. Nos próximos dias, entre 19 e 22, a região Norte estará novamente no foco da atenção internacional. Nessa data, a capital paraense recebe o 6º Chocolat Amazônia Festival e também a 17ª edição da exposição Flor Pará, reconheidos como os maiores eventos da cacauicultura e floricultura do País.

 

Realizados simultaneamente no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém do Pará, esses grandes eventos reunirão renomados especialistas para apresentar os avanços tecnológicos da cadeia produtiva desses importantes segmentos da economia do Estado, promovendo também os setores da gastronomia, turismo e o polo joalheiro do Pará.

 

Festival de chocolate vai reunir importantes chefs de todo o país(foto: Chocolat Amazônia Festival/Divulgação)
Festival de chocolate vai reunir importantes chefs de todo o país (foto: Chocolat Amazônia Festival/Divulgação)

Durante os quatro dias, o evento promove programação variada, que inclui feira com exposição de marcas de chocolate de origem, equipamentos para processamento de chocolates, expositores de flores tropicais cultivadas na Amazônia, ciclo de palestras, rodadas de negócios, concursos, workshops de gastronomia com chefs renomados, exposição de bolos decorados e esculturas de chocolate, oficinas de arranjos florais e ainda atividades para crianças.

 

Serão aproximadamente 100 expositores, entre produtores de flores, marcas de chocolate de origem da Bahia, Rio Grande do Sul e Amazônia, além de cooperativas e bombons artesanais do Pará, e ainda estandes de joias criadas e produzidas por designers e microempresários do Programa Polo Joalheiro do Pará. A joalheria do Pará foi pioneira ao agregar metais e gemas minerais às ricas matérias-primas da Floresta Amazônica, como sementes, cascas, folhas, fibras e palhas.

 

Mais do que um adorno, as joias dão forma às referências culturais da região, traduzindo e representando seus ícones mais significativos – lendas, personagens míticos, ornamentos e signos que povoam seu imaginário. Nesta edição do Chocolat Amazônia Festival e Flor Pará será exibida uma coleção de joias inspiradas no cacau, na flor do cacau e no chocolate, com uso de gemas vegetais de cacau em peças de ouro e prata. Para conferir a programação completa basta acessar o site:  http://para.chocolatfestival.com

 

Biodiverisade

Entre os destaques da edição do Flor Pará, as orquídeas são as mais procuradas(foto: Flor Pará/Divulgação)
Entre os destaques da edição do Flor Pará, as orquídeas são as mais procuradas (foto: Flor Pará/Divulgação)
 

O estado do Pará, segundo maior produtor de cacau e chocolate do país (perde a liderança para a Bahia) vem ganhando reconhecimento no comércio internacional. Aliando produção e sustentabilidade, a maior comercialização do fruto gera emprego, além de movimentar o turismo e promover a cultura local.

 

É neste cenário que Belém recebe o Chocolat Festival e Flor Pará. Promovendo a cultura regional, agronegócio, turismo e gastronomia, o evento apresentou ao longo dos anos mais de 250 expositores, 60 mil visitantes, e mais de 20 milhões em negócios diretos e indiretos.

 

Na programação, shows que valorizam a riqueza da cultura da Amazônia(foto: Chocolat Amazônia Festival/Divulgação)
Na programação, shows que valorizam a riqueza da cultura da Amazônia (foto: Chocolat Amazônia Festival/Divulgação)

O Festival traz uma programação dinâmica durante quatro dias com exposição de marcas de chocolate de origem, Feira das Flores e exposição de espécies da flora amazônica, palestras sobre a produção cacaueira, do chocolate e botânica, workshops, aulas práticas, atividades infantis e apresentações culturais.

 

Um evento que exalta as belezas do Pará, a diversidade da cultura amazonense, rica em recursos naturais, referência na gastronomia, de grandiosas festividades e de muita alegria de um povo alegre e hospitaleiro.

 

Mercado promissor

 

Segundo as estatísticas da Organização Internacional do Cacau, em todo o mundo o mercado do cacau e chocolate movimenta algo em torno de US$ 20 bilhões e o consumo é de 4 milhões de toneladas métricas de amêndoas secas a cada ano.  

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade