Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Cartão-postal de minas

Cidade bicentenária abriga riqueza natural, histórica e terapêutica que integra a beleza do estado de Minas Gerais


postado em 20/11/2018 05:06

Piscinas naturais, cascatas e cachoeiras fazem a alegria de turistas em Caldas(foto: Wikipedia/Reprodução)
Piscinas naturais, cascatas e cachoeiras fazem a alegria de turistas em Caldas (foto: Wikipedia/Reprodução)



Desfrutar de um lugar aconchegante, com águas terapêuticas, degustando o melhor da gastronomia mineira e, de quebra, aventurar-se em meio a mata cercada de belas paisagens e cachoeiras é sonho de consumo de qualquer um. Caldas, no Sul de Minas, é uma pequena cidade com potencialidades naturais que podem ser exploradas por aventureiros e amantes de um bom fim de semana sem muitos problemas. Para os apreciadores de uma boa gastronomia, é quase obrigatório dar uma conferida nos doces e vinhos da região.


O singelo município de Caldas abriga uma riqueza natural e histórica que integra a beleza do estado. Seu acervo histórico perpassa pela Igreja Matriz Nossa Senhora do Patrocínio, construção datada de 1812. Dentro de sua arquitetura, encontramos a imagem da padroeira da cidade, Nossa Senhora do Patrocínio. Escultura que veio de Portugal, doada pelo barão de Caldas em 1881 e ocupa o altar da igreja. O quadro da Anunciação, que está exposto na Igreja Matriz, é um dos patrimônios tombados da cidade. Pintado pelo artista sueco Frederick Westin, a obra representa o momento em que o Anjo Gabriel anuncia à Virgem Maria que ela seria mãe de Jesus Cristo.


Outro destaque é para a Igreja do Rosário, na Praça Joaquim Amarante, construída por volta de 1924. A igreja fica de frente para a Matriz, a 500 metros de distância. Entre os dois templos estão os jardins centrais de Caldas, como a Fonte Luminosa e o Coreto.


Um dos cartões-postais de Caldas, no lado sul da cidade, é a Pedra do Coração, que fica a 1.350 metros de altitude, na Serra do Maranhão. O nome se dá pelo formato das rochas. Para chegar até o topo, o turista pode fazer uma caminhada ou ir de carro até o início de uma trilha, feita a pé. Lá no alto, a capelinha de Santa Bárbara, erguida sobre a pedra, dá boas-vindas aos aventureiros. É possível ver toda a cidade de Caldas.


Pedra Branca, com 1.850 metros de altitude, é o ponto mais alto da região. Suas cavernas e grutas belíssimas ficam a uma hora e meia de subida a pé. É rodeada de fauna, flora e rochas com formas variadas.


A preservação do ambiental como um todo, somado ao respeito pela identidade cultural de um município, ou seja, de uma população nativa, torna-se fundamental para o desenvolvimento sustentável e implantação do ecoturismo. Para os amantes de cachoeiras, o ideal é visitar as piscinas naturais do Rio Soberbo, o Bacião que é um poço profundo situado no rio com uma pequena queda d’água. Lá, o visitante pode mergulhar, nadar e apreciar o que há de melhor na natureza local. A Cascata Antônio Monteiro e a Cachoeira dos Duendes também são atrativos de fácil acesso e com opções para banho. Em ambas as cachoeiras é possível ficar bem próximo à queda d’água.


Publicidade